Utilização de softwares livres no levantamento de informações para o Cadastro Técnico Multifinalitário

Conteúdo do artigo principal

Maurício Rizzatti
https://orcid.org/0000-0002-1795-9002
Natália Lampert Batista
https://orcid.org/0000-0002-1884-2340
Pedro Leonardo Cezar Spode
Romario Trentin
https://orcid.org/0000-0002-0615-2801
Luiz Patric Kayser
https://orcid.org/0000-0001-8279-3654

Resumo

As geotecnologias, sobretudo os softwares livres, podem auxiliar no planejamento urbano e regional, como também possibilitar a análise dos aspectos físicos, ambientais e sociais de imóveis urbanos e rurais, como é o caso do Cadastro Técnico Multifinalitário (CTM). Assim, este trabalho tem como objetivo utilizar softwares livres para a coleta de informações em campo, de maneira georreferenciada, que permita o levantamento de dados em municípios. Como área de estudo, tem-se a área urbana do Distrito de Arroio Grande, 4º Distrito do município de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Os procedimentos metodológicos utilizados foram baseados, em primeiro momento, em breve consulta à bibliografia, com artigos, livros, periódicos, legislação, entre outras publicações. Em segundo momento, organizou-se um projeto no software QGIS 3.18.13, com objetivo de preparar a base de dados para levantamento em trabalho de campo, utilizando o aplicativo QField. Foram levantados em campo 164 lotes na área urbana do Distrito de Arroio Grande e organizados mapas do uso do terreno, passeio, pavimentação da via e uso da economia. Além disso, gerou-se um mapa interativo, organizado através do complemento Qgis2web, em que foi possível consultar todos os elementos coletados em campo, além de permitir a consulta às informações, busca pelos diferentes layers, mensuração de áreas, distância, entre outros. Conclui-se que a utilização de geotecnologias, sobretudo softwares livres e de código aberto, como o QGIS e o QField, permitem a coleta, informação, edição, tratamento e recuperação das informações com diversas finalidades, de forma rápida e eficiente, incluindo para fins de CTM.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
Rizzatti, M., Batista, N., Spode, P., Trentin, R., & Kayser, L. (2024). Utilização de softwares livres no levantamento de informações para o Cadastro Técnico Multifinalitário. Metodologias E Aprendizado, 7(1), 1–19. https://doi.org/10.21166/metapre.v7i1.4059
Edição
Seção
Mapas e desenhos industriais
Biografia do Autor

Maurício Rizzatti, Universidade Federal de Santa Maria

Graduado em Geografia Licenciatura Plena e Geografia Bacharelado pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Especialista em Cartografia e Sensoriamento Remoto pela Faculdade Metropolitana do Estado de São Paulo (EAD). Especialista em Tecnologias Aplicadas à Educação, Metodologias Ensino de Geografia e Administração Escolar, Supervisão e Orientação pelo Centro Universitário Leonardo da Vinci (UNIASSELVI). Mestre em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGGeo) pela UFSM. Doutor em Geografia - Passagem Direta para o Doutorado - pelo PPGGeo da UFSM. Atualmente é Pós-Doutorando em Geografia no PPGGeo/UFSM com temática de pesquisa voltada ao Cadastro Técnico Multifinalitário (CTM). Foi colaborador no Observatório de Informações em Saúde da UFSM, responsável pelo mapeamento intraurbano dos casos confirmados e óbitos da COVID-19 em Santa Maria. Pesquisa e atua na área de Cartografia, Geoprocessamento, Cartografia Escolar e a Teoria das Inteligências Múltiplas, Geotecnologias, Sensoriamento Remoto na Educação Básica; Geografia Física, Geografia Urbana e Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC). Registrado no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio Grande do Sul sob o n° RS252565, com atribuições profissionais referentes a profissão de Geógrafo.

Natália Lampert Batista, Universidade Federal de Santa Maria

Graduação em Geografia (Licenciatura Plena) pelo Centro Universitário Franciscano. Especialização em Cartografia e Sensoriamento Remoto e em Geografia Populacional, Urbana e Econômica pela Faculdade Metropolitana do Estado de São Paulo (EAD). Mestrado, Doutorado e Pós-doutorado em Geografia pelo Programa de Pós-graduação em Geografia (PPGGeo) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Atualmente é Professora Adjunta no Departamento de Geociências e no Programa de Pós-graduação em Geografia, Coordenadora dos Cursos Presenciais de Geografia Licenciatura e Geografia Bacharelado - UFSM e Líder do Grupo de Pesquisa Laboratório de Ensino e Pesquisas em Geografia e Humanidades (LEPGHU), da UFSM. É Professora no Mestrado Profissional em Ensino de Geografia em Rede Nacional (PROFGEO), no Instituto Federal Catarinense (IFC), Polo Brusque/SC. Tem interesse nas áreas de pesquisa de Ensino de Geografia e Cartografia Escolar; Formação de Professores; Cartografia Temática; e Geografia Urbana.

Pedro Leonardo Cezar Spode, Universidade Federal de Santa Maria

Graduação em Geografia (Licenciatura Plena e Bacharelado) pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e Mestrado em Geografia no Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGGEO - UFSM). Atualmente é Doutorando em Geografia (PPGGEO - UFSM), desenvolvendo pesquisa que trata sobre o tema da Pobreza Urbana a partir da utilização do conceito de Privação Social, com aplicação empírica na área urbana de Santa Maria, Rio Grande do Sul (RS). Possui atuação no campo da Geografia Humana, com interesse em pesquisas na área de Geografia Urbana, Planejamento Territorial e Desenvolvimento Regional, com ênfase nos seguintes temas: Pobreza Urbana, Desigualdades Socioespaciais e territoriais, em suas diferentes dimensões e escalas, como a moradia, o saneamento básico e a saúde, além de estudos sobre a Verticalização Urbana e outros processos socioespaciais que ocorrem e alteram a dinâmica territorial de pequenas e médias cidades. Membro dos grupos de pesquisa Núcleo de Pesquisa em Geografia da Saúde (NePeGS) e Laboratório de Ensino e Pesquisas em Geografia Humana (LEPGHU), ambos vinculados ao Departamento de Geociências da UFSM.

Romario Trentin, Universidade Federal de Santa Maria

Possui Graduação em Geografia Licenciatura pela Universidade Federal de Santa Maria (2004), Mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Santa Maria (2007) e Doutorado em Geografia pela Universidade Federal do Paraná (2011). Pós-Doutorado em Geografia pela Le Mans Université, França (2021) pelo PrInt - Programa de Institucional de Internacionalização. Atualmente é professor do Departamento de Geociências, do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Santa Maria. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Geotecnologias, atuando principalmente nos seguintes temas: Bacia Hidrografica, Arenização, Geomorfologia, Uso e Ocupação da Terra, Caracterização Geoambiental e Áreas de Risco.

Luiz Patric Kayser, Universidade Federal de Santa Maria

Possui graduação em Arquivologia (área das Ciências da Informação) pela Universidade Federal de Santa Maria (2003), Mestrado em Geomática/Tecnologia da Geoinformação pela Universidade Federal de Santa Maria (2006), e Doutorado em Engenharia Agrícola na Universidade Federal de Santa Maria. Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Santa Maria, atuando principalmente nos seguintes temas: Irrigação, Geotecnologia, Informação, Geoprocessamento,Tecnologia da Informação, Cadastro Técnico Multifinalitário, Inteligência Artificial, Redes Neurais Artificiais e Fluxo da Água no Solo.

Referências

CÂMARA, G.; MONTEIRO, A. M. V. Conceitos Básicos em Ciência da Geoinformação. In: CÂMARA, G.; DAVIS, C.; MONTEIRO, A. M. V. Introdução à Ciência da Geoinformação: Conceitos Básicos em Ciência da Geoinformação. São José dos Campos: INPE, 2001. Disponível em: http://mtc-m12.sid.inpe.br/col/sid.inpe.br/sergio/2004/04.22.07.43/doc/publicacao.pdf. Acesso em: 02 ago. 2022.

CÂMARA, G.; QUEIROZ, G. R. de. Arquitetura de Sistemas de Informação Geográfica. Introdução à ciência da geoinformação. In: CÂMARA, G.; DAVIS, C.; MONTEIRO, A. M. V. Introdução à Ciência da Geoinformação: Conceitos Básicos em Ciência da Geoinformação. São José dos Campos: INPE, 2001. Disponível em: http://www.dpi.inpe.br/gilberto/livro/introd/cap3-arquitetura.pdf. Acesso em: 02 ago. 2022.

FITZ, P. R. Geoprocessamento sem complicação. São Paulo: Oficina de Textos, 2008a.

FITZ, P. R. Cartografia Básica. São Paulo: Oficina de Textos, 2008b.

IBGE. Características Gerais da População. Tabela 1378 – População residente, por situação do domicílio, sexo e idade, segundo a condição no domicílio e compartilhamento da responsabilidade pelo domicílio do Sistema de Recuperação Automática do IBGE (SIDRA). Rio de Janeiro: IBGE, 2010.

LEÃO NETO, P. Sistemas de Informação Geográfica. Lisboa: FCA, 1998.

LOCH, C.; ERBA, D. A. Cadastro Técnico Multifinalitário. Cambridge, MA: Lincoln Institute of Land Policy, 2007.

MAGUIRE, D. J. An overview and definition of GIS. In: MAGUIRE, D. J.; OODCHILD, M. F.; RHIND, D. W. (Eds.). Geographical information systems: Principles and applications, v. 1, UK: Longman Scientific and Technical, p. 9-20, 1991.

MATIAS, L. F. Por uma cartografia geográfica – Uma análise da representação gráfica na geografia. 476f. (Dissertação de Mestrado). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Departamento de Geografia: Universidade de São Paulo, 1996.

MENEZES, P. M. L.; FERNANDES, M. do C. Roteiro de cartografia. São Paulo: Oficina de Textos, 2013.

OLIVEIRA, J. Do Cadastro Territorial Multifinalitário. In: CUNHA, E. M. P.; ERBA, D. A. (Orgs). Manual de Apoio – CTM: Diretrizes para a criação, instituição e atualização do cadastro territorial multifinalitário nos municípios brasileiros. Brasília: Ministério das Cidades, 2010.

OPENSTREETMAP. Plataforma de mapeamento colaborativo: função exportar. Disponível em: https://www.openstreetmap.org/export#map=16/-29.6694/-53.6631. Acesso em: 09 ago. 2022.

PHILIPS, J. Das disposições gerais. In: CUNHA, E. M. P.; ERBA, D. A. (Orgs). Manual de Apoio – CTM: Diretrizes para a criação, instituição e atualização do cadastro territorial multifinalitário nos municípios brasileiros. Brasília: Ministério das Cidades, 2010.

RIZZATTI, M. Cartografia Escolar, Inteligências Múltiplas e Neurociências no Ensino Fundamental: a mediação (Geo)Tecnológica e Multimodal no Ensino de Geografia. 510p. (Tese de Doutorado). Centro de Ciências Naturais e Exatas, Programa de Pós-graduação em Geografia: Universidade Federal de Santa Maria, 2022.

RIZZATTI, Maurício; BECKER, Elsbeth; CASSOL, Roberto; BATISTA, Natália. Cartografia temática e métodos de representação: uma revisão teórica. Estrabão, [S. l.], v. 4, n. 1, p. 92–111, 2023. DOI: 10.53455/re.v4i.77.

ROCHA, A. M.; LEAL, C. L. C. Concentração espacial de fábricas de cutelaria em Arroio Grande – Santa Maria-RS: uma abordagem locacional. GEOUSP – Espaço e Tempo, São Paulo, v. 18, n. 3, p. 547-560, 2014.

SANTA MARIA. Lei Nº 3099/88, de 19 de dezembro de 1988. Acentua as divisas gerais do município. Fixa a nova divisão territorial de Santa Maria e estabelece os limites distritais. Revoga o Art. 26 da Lei nº 2770/86, de 02.07.1986, cria o distrito de Arroio Grande e dá outras providências. Disponível em: https://leismunicipais.com.br/a/rs/s/santa-maria/lei-ordinaria/1988/309/3099/lei-ordinaria-n-3099-1988-acentua-as-divisas-gerais-do-municipio-fixa-a-nova-divisao-territorial-de-santa-maria-estabelece-os-limites-distritais-revoga-o-art-26-da-lei-n-2770-86-de-02-071986-cria-o-distrito-de-arroio-grande-e-da-outras-providencias. Acesso em: 06 ago. 2022.

SANTA MARIA. Lei complementar Nº 118, de 26 de julho de 2018. Dispõe Sobre a Política de Desenvolvimento Sustentável e Sobre o Plano Diretor de desenvolvimento Territorial do Município de Santa Maria. Anexo B, 2018. Disponível em: https://iplan.santamaria.rs.gov.br/lista_pddt.php. Acesso em: 09 ago. 2022.

SANTA MARIA. Instituto de Planejamento de Santa Maria (IPLAN). Arquivos vetoriais do município de Santa Maria, 2020.

STECKER, D. T. Rota Turística e Gastronômica Santa Maria – Silveira Martins: o desenvolvimento do turismo na Quarta Colônia de Imigração Italiana. (Dissertação de Mestrado) Programa de Pós-Graduação em Patrimônio Cultural – Mestrado Profissionalizante: Universidade Federal de Santa Maria, 2010.

ZANOTTA, D. C.; FERREIRA, M. P.; ZORTEA, M. Processamento de Imagens de Satélite. São Paulo: Oficina de Textos, 2019.