Voltar aos Detalhes do Artigo Por uma cartografia do (r)existir cotidiano: o viver e as práticas espaciais da comunidade LGBTQIA+ no município de Pelotas Baixar Baixar PDF