Caracterização do suicídio nos cinco municípios com as maiores taxas em Mato Grosso do Sul no triênio de 2014 – 2016

Conteúdo do artigo principal

Pedro Antônio Araújo da Silva
Adeir Archanjo da Mota

Resumo

O presente estudo buscou caracterizar e analisar as taxas de mortalidade por suicídio nos cinco municípios com as maiores incidências em Mato Grosso do Sul, no triênio de 2014 a 2016. Os municípios de Tacuru, Japorã, Amambai, Paranhos e Novo Horizonte do Sul juntos tiveram 87 suicídios no período enquanto em todo o estado nesse mesmo período ocorreram 657. Esse estudo teve uma abordagem quantitativa a partir de dados disponibilizados no sistema de informação de mortalidade no SIM/DATASUS, do Ministério da Saúde e de dados sociodemográficos do IBGE. Com um banco de dados geográfico consolidado pode-se antes de tudo espacializar o suicídio em Mato Grosso do Sul e delimitar esses cinco municípios para caracteriza-lo e analisa-los a partir da literatura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
Silva, P., & Mota, A. (2022). Caracterização do suicídio nos cinco municípios com as maiores taxas em Mato Grosso do Sul no triênio de 2014 – 2016. Metodologias E Aprendizado, 5, 129–138. https://doi.org/10.21166/metapre.v5i.2643
Edição
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Pedro Antônio Araújo da Silva, Universidade Federal da Grande Dourados

Geógrafo e mestrando em Geografia pela Universidade Federal da Grande Dourados

Adeir Archanjo da Mota, Universidade Federal da Grande Dourados

Docente do Programa de Pós-Graduação em Geografia na Universidade Federal da Grande Dourados.

Referências

BARCELLOS, C. Apresentação. BARCELLOS, C. (Org.). A Geografia e Contexto dos Problemas de Saúde. Rio de Janeiro: ABRASCO/ ICICT/EPSJV, 2008. p. 9-14 (Saúde e Movimento; n. 6).

BERTOLOTE, J. M. O suicídio e sua prevenção. São Paulo: Editora Unesp, 2012.

BRASIL. Ministério da Saúde. Departamento de Informática do SUS (DATASUS), 2018. Disponível em: <http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php>. Acesso em: 10/05/2021.

COSTA, A. J. L.; KALE, P. L.; VERMELHO, L. L. Indicadores de Saúde. In: MEDRONHO, R. A. et al (Org.). Epidemiologia. São Paulo: Atheneu, 2009. p. 31-82.

DIEKSTRA, R. F. W.; GULBINAT, W. The epidemiology of suicidal behaviour: a review of three continents. World Health Statistics Quarterly, v. 46, n.1, p. 52-68, 1993.

D’OLIVEIRA, C. F.; BOTEGA, N. J (Org.). Prevenção do Suicídio: Manual dirigido a profissionais das equipes de saúde mental. Ministéro da Saúde/ Unicamp/ OPAS, 2006.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA. Divisão Regional do Brasil em Regiões Geográficas Imediatas e Regiões Geográficas Intermediárias. Rio de Janeiro: IBGE, 2017.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA. Censo Demográfico de 2010. Disponível em: <https://sidra.ibge.gov.br/pesquisa/censo-demografico/demografico-2010/inicial>. Acesso em: 10/05/2021.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA. Estimativa Populacional de 2015. Disponível em: <https://sidra.ibge.gov.br/pesquisa/estimapop/tabelas>. Acesso em: 14/09/2019.

INTERNATIONAL WORK GROUP FOR INDIGENOUS AFFAIRS. The Indigenous World 2006. Copenhagen: Transaction, 2006. Disponível em: <http://www.iwgia.org/publications/searchpubs?publication_id=84>. Acesso em: 10/05/2021.

JÚNIOR, G. A. A. Análise Espacial e Caracterização Sociodemográfica do Suicídio em Mato Grosso do Sul no Período 1990 a 2014. Monografia (Bacharelado em Geografia), FCH – Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, 2018.

MOTA, A. A. Suicídio no Brasil e os Contextos Geográficos: Contribuições para Política Pública de Saúde Mental. Tese (Doutorado em Geografia) – FCT, Universidade Estadual Paulista, Presidente Prudente, 2014.

SILVA, P. A. A. ESPACIALIZAÇÃO DO SUICÍDIO EM MATO GROSSO DO SUL (2014-2016): DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL, PERFIL SOCIODEMOGRÁFICO E MAPEAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE MENTAL. Monografia (Bacharelado em Geografia) – FCH – Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, 2020.

SILVA, P. A. A.; MOTA, A. A. SUICÍDIO EM MATO GROSSO DO SUL: PERFIL SÓCIODEMOGRÁFICO NO TRIÊNIO 2014-2016. In: RIBEIRO, E. A. W.; MOTA, A. A.; Giraldez, C. G. (Org.). CONEXÃO DA SAÚDE MENTAL E TERRITÓRIO. Blumenau: Instituto Federal Catarinense, 2019. p. 15-22. Disponível em: http://dx.doi.org/10.21166/9788556440372. Acesso em: 10/05/2021. DOI: https://doi.org/10.21166/9788556440372

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Suicide and suicide preventive in Asia. Geneva: WHO Press, 2008.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Public health action for the prevention of suicide: a framework. Geneva: WHO Press, 2012.