Uma Análise do ambiente e saúde dos camponeses das comunidades Novo Paraíso e Bom Jesus no município de Tefé - Amazonas

Conteúdo do artigo principal

Rozilene Miranda
Natacha Cíntia Regina Aleixo
Jefferson Vieira Moreira

Resumo

A agricultura camponesa é de suma importância para o estado do Amazonas, bem como para o município de Tefé, uma vez que é produtora de parte da base alimentar da população. Apesar de sua relevância, muitas vezes a prática da agricultura gera impactos relevantes à saúde dos trabalhadores que executam essa atividade devido à precariedade das condições de trabalho. Este trabalho teve como enfoque o ambiente e saúde dos camponeses nas comunidades do Novo Paraíso e Bom Jesus na estrada da Emade no município de Tefé-Amazonas e objetivou compreender as principais doenças e agravos relacionados ao trabalho dos camponeses. Partiu-se da pesquisa bibliográfica, discutindo os diferentes enfoques sobre a temática, posteriormente, utilizou-se dos procedimentos metodológicos como: coleta de dados secundários em instituições municipais e pesquisa de campo com aplicação de questionários. A pesquisa evidenciou que as precárias condições de trabalho afetam direta e indiretamente a saúde dos camponeses, além do fator potencializador como o desconforto térmico devido as extensas jornadas de exposição à radiação solar, temperaturas e umidade elevadas. Assim acende um alerta para a ampliação do uso de equipamentos de proteção individual, essenciais para prevenir acidentes e adoecimentos mediante a prática de trabalho no campo, além da relevância do estudo para impulsionar políticas públicas voltadas a atenção da saúde desses trabalhadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
Miranda, R. ., Aleixo, N., & Moreira, J. . (2022). Uma Análise do ambiente e saúde dos camponeses das comunidades Novo Paraíso e Bom Jesus no município de Tefé - Amazonas. Metodologias E Aprendizado, 5, 92–106. https://doi.org/10.21166/metapre.v5i.2593
Edição
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Natacha Cíntia Regina Aleixo, UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS

Licenciada e Bacharel em Geografia pela Universidade Estadual Paulista campus de Ourinhos (2008). Doutora em Geografia pela Universidade Estadual Paulista campus Presidente Prudente (2012) com período sanduíche na Universidade de Coimbra/Portugal. Tem experiência no ensino superior nos cursos de graduação em Geografia, Biologia e Química e pós-graduação em Geografia. Atuou de 2013 a 2017 como docente na Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Atualmente é docente na Universidade Federal do Amazonas (UFAM) no departamento de Geografia e Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGEOG/UFAM). Participou de 2019-2021 do conselho consultivo da ANPEGE. É membra da Rede de Geógrafos para Saúde. Participa na função de diretora tesoureira da gestão atual da ABCLIMA (2021-2023). Reúne atividades de pesquisa nas áreas de Climatologia Geográfica, Geografia do Clima, Geografia da Saúde, Bioclimatologia Humana, Climatologia urbana, Climatologia da Amazônia, Riscos e Vulnerabilidades.

Jefferson Vieira Moreira, Secretaria de estado de educação e qualidade de ensino do estado no Amazonas

Licenciado em Geografia pela Universidade do Estado do Amazonas (2018). Pós Graduado em Gestão Ambiental, pela Faculdade Futura (2021), atualmente é professor efetivo na Secretaria de estado de educação e qualidade de ensino do estado do Amazonas na Escola Estadual Frei André da Costa. Tem experiência na área de Geografia, atuando principalmente em temáticas como jogos cartográficos, aprendizagem significativa e processo de ensino aprendizagem.

Referências

BARBOSA, L. Uso de Agrotóxicos e seus impactos na saúde humana e meio ambiente: Um estudo com agricultores da microbacia hidrográfica do Ribeirão Arara no município de Paranavaí, Dissertação (Especialização) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná-PR. p. 42. Medianeira, 2014.

CINTRA, A. P. U.; BAZOTTI, A.; População rural, agricultura familiar e transmissão do saber na região sul. Cad. IPARDES. Curitiba, v.2, n.1, p. 80-94, jan-jun., 2012. Disponível em: https://www.academia.edu/26836862/Popula%C3%A7%C3%A3o_rural_agricultura_familiar_e_transmiss%C3%A3o_do_saber_na_Regi%C3%A3o_Sul.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

FRANÇA, C. F. S. Proposições teóricas sobre a categoria trabalho e sua abordagem na geografia. Revista Pegada. Mundo do trabalho. Ceará. v. 18 n.1. Abril-2017. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/pegada/article/download/4966/3774. DOI: https://doi.org/10.33026/peg.v18i1.4966

GUIMARÃES, R. B. Saúde coletiva e o fazer geográfico. Universidade estadual paulista, faculdade de ciências e tecnologia. Caderno Prudentino de Geografia. São Paulo, Presidente Prudente. n. 41, v. 1, p. 119-132, jan-jun., 2019. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/cpg/article/download/6299/4948.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Dados gerais do município. Disponível em: http://cidades.ibge.gov.br/painel/painel.php?codmun=355220. Acesso em: 12 de Abril de 2021.

LEAL, L. R.; XAVIER, T. C.; FIALHO, E. S.; PALAORO, L. B.; OLIVEIRA, W. D.; ALVAREZ, C. E. Análise de índices de conforto térmico urbano associados às condições sinóticas de Vitória (ES), Brasil. II Encontro Nacional Sobre Reabilitação Urbana e Construção Sustentável: do edifício para a escala urbana. Espírito Santo, 2017. Disponível em: https://lpp.ufes.br/sites/lpp.ufes.br/files/field/anexo/analise.pdf.

MÔNICO A.; FRANÇA K.; OLIVEIRA N.; SAMPAIO M. C. A importância de Equipamentos de Proteção Individual. Atas de ciências da saúde. São Paulo, v.2. n. 4. p. 1-14, 2014. Disponível em: http://revistaseletronicas.fmu.br/index.php/ACIS/article/view/587.

REMOALDO P.; NOGUEIRA H.; Desigualdades socioterritoriais e comportamentos em saúde. Biblioteca nacional de Portugal. Editora: Colibris. Lisboa, Fevereiro de 2013. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Paula_Remoaldo/publication/283214782_Desigualdades_socioterritoriais_e_comportamentos_em_saude/links/562e649608ae04c2aeb5d182/Desigualdades-socioterritoriais-e-comportamentos-em-saude.pdf.

SANT’ANNA NETO, J. L. O clima urbano como construção social: da vulnerabilidade polissêmica das cidades enfermas ao sofisma utópico das cidades saudáveis. Revista Brasileira de Climatologia. Presidente Prudente. Ano 7. Jan-Jun, 2011. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/revistaabclima/article/view/25794. DOI: https://doi.org/10.5380/abclima.v8i0.25794

SERININI, M. J. A importância da agricultura na produção de alimentos. Os desafios da escola pública paranaense na perspectiva do professor. V. II. Paraná: Produções didático-pedagógicas, 2014. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2014/2014_unespar-campomourao_geo_pdp_marcio_jose_serenini.pdf.

SHANIR, T. A definição de camponês: conceituações e desconceituações - o velho e o novo em uma discussão marxista. Revista Nera. Presidente Prudente. Ano 8. Jul-dez, 2005. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/nera/article/view/1456.

SILVEIRA, A. Saúde do Trabalhador. Núcleo de educação em saúde coletiva da faculdade de medicina-Nescon/UFMG, Editora - Coopmed. Belo Horizonte, 2009. Disponível em: https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/imagem/1771.pdf.