PRODUÇÃO DE COPO-DE-LEITE EM SISTEMA AGROFLORESTAL

Conteúdo do artigo principal

Denize Gabrieli Dacechen
Gabrieli Wasilkoski
Maycon Renan Guimarães Rodrigues
Daniela Münch
Alexandra Goede de Souza

Resumo

A floricultura é uma atividade vem crescendo no Brasil a cada ano, bem como a produção mais sustentável de flores de corte. No entanto, informações sobre o cultivo e manejo emprego de técnicas que tenham menor impacto ambiental ainda são restritas para flores de corte. Nesse contexto, objetivou-se avaliar a qualidade das hastes florais de copo-de-leite de corte produzidas em diferentes sistemas de produção no município de Rio do Sul – SC. O delineamento adotado no experimento foi o inteiramente casualizado, com dois tratamentos e quinze repetições, cada repetição uma planta. Os tratamentos cultivo em sistema convencional de preparo de solo e em sistema agroflorestal (SAF). O transplante das mudas foi realizado em agosto de 2022. Nas plantas, após quatro meses da implantação e em intervalos de 60 dias foram avaliadas as variáveis de: índice de clorofila, número de hastes florais e diâmetro e altura das hastes florais. Não houve efeito dos tratamentos no número de hastes produzidas por planta. No entanto, o diâmetro e comprimento das hastes foi superior nas plantas cultivadas no SAF com 0,8 cm e 63,1 cm, respectivamente, atribuídos em especial, ao maior índice de clorofilas das plantas neste sistema de cultivo. O cultivo de copo-de-leite mostrou melhores resultados quanto a qualidade de hastes florais quando cultivados no SAF, sendo uma alternativa viável de produção com danos reduzidos ao ambiente.

Detalhes do artigo

Como Citar
Dacechen, D. G., Wasilkoski, G., Rodrigues, M. R. G., Münch, D., & Souza, A. G. de. (2024). PRODUÇÃO DE COPO-DE-LEITE EM SISTEMA AGROFLORESTAL. Anais Da Feira Do Conhecimento Tecnológico E Científico, 1(24). Recuperado de https://publicacoes.ifc.edu.br/index.php/fetec/article/view/5156
Seção
Ciências Agrárias - Agronomia