CONSERVAÇÃO E QUALIDADE DE MORANGOS COM O USO DE BIOFILME

Conteúdo do artigo principal

Natalia Matos Rahn
Taisa Boeger
Cláudio Keske
Paula Hamerski

Resumo

Por serem perecíveis, os morangos devem ser submetidos a um manejo rápido e cuidadoso em pós-colheita, para que sua qualidade seja preservada.Este trabalho teve como objetivo avaliar o uso de coberturas à base de fécula de mandioca adicionadas de extrato de erva-mate (I. paraguariensis St. Hill), na conservação pós-colheita de morangos.As frutas do morangueiro foram obtidas de um produtor da região. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 3x5,com três tratamentos: T1-testemunha sem cobertura; T2: cobertura fécula de mandioca a 2% e T3: fécula de mandioca a 2% e extrato de erva-mate a 15% e cinco períodos de armazenamento (0, 3, 6, 9 e 12 dias). O uso de biofilme à base de fécula de mandioca e extrato de erva-mate foi eficiente na conservação e manutenção de qualidade dos morangos, comparado ao tratamento sem Biofilme.

Detalhes do artigo

Como Citar
Rahn, N. M., Boeger, T., Keske, C., & Hamerski , P. (2024). CONSERVAÇÃO E QUALIDADE DE MORANGOS COM O USO DE BIOFILME. Anais Da Feira Do Conhecimento Tecnológico E Científico, 1(24). Recuperado de https://publicacoes.ifc.edu.br/index.php/fetec/article/view/5112
Seção
Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos