ÁCIDO CÍTRICO E SUCO DE LIMÃO NA CONSERVAÇÃO DE CHUCHU MINIMAMENTE PROCESSADO

Conteúdo do artigo principal

Lucas Schappo
Isabella Goedert Scheidt
Gustavo Vargas Sartor
Jonas Charles Chorny
Alexandra Goede de Souza

Resumo

O objetivo do trabalho foi avaliar a conservação pós-colheita de chuchu minimamente processado submetidos a aplicações de diferentes soluções conservantes. O experimento foi realizado no laboratório de Pós-colheita do Instituto Federal Catarinense – Campus Rio do Sul no ano de 2023 e foi composto por três tratamentos: aplicação de ácido cítrico (5%), suco de limão (50%) e testemunha (água); e três repetições, cada repetição composta por uma bandeja com 200g de chuchu minimamente processado. Todas as bandejas foram armazenadas em ambiente refrigerado (10±2°C e 85±5% UR) por 14 dias. Logo após o preparo e embalagem e ao fim de 14 dias do armazenamento foram avaliados os atributos de sólidos solúveis totais (SS), acidez total titulável (AT), relação SS/AT e pH, além de perda de massa fresca (MF), presença de microrganismos e escurecimento aparente. A testemunha apresentou tempo de prateleira de 8 dias, enquanto com a aplicação de ácido cítrico e suco de limão foi de 12 dias. Ao final do período de armazenamento a testemunha apresentou maior incidência de microrganismos e escurecimento aparente quando comparada com os demais tratamentos, além de maior relação SS/AT. O maior escurecimento pode estar relacionado aos maiores valores de pH e menores de AT quando comparado os tratamentos com aplicação de limão e ácido cítrico, indicando benéficos da utilização de soluções conservantes em chuchu minimamente processado.

Detalhes do artigo

Como Citar
Schappo, L., Scheidt, I. G., Sartor , G. V., Chorny, J. C., & Souza, A. G. de. (2024). ÁCIDO CÍTRICO E SUCO DE LIMÃO NA CONSERVAÇÃO DE CHUCHU MINIMAMENTE PROCESSADO. Anais Da Feira Do Conhecimento Tecnológico E Científico, 1(24). Recuperado de https://publicacoes.ifc.edu.br/index.php/fetec/article/view/5057
Seção
Ciências Agrárias - Agronomia