ACESSIBILIDADE E CULTURA POR MEIO DE AUDIOLIVROS

Autores

  • Tâmily Bortolini
  • Karoline Vockes
  • Rodrigo Espinosa Cabral
  • Marlon Cordeiro Domenech

Resumo

Introdução. A população brasileira, segundo o IBGE, é formada por mais de 211 milhões de pessoas, sendo 6,5 milhões deficientes visuais (IBGE, 2021). Essa restrição causa dificuldades, uma delas é o acesso à literatura, a qual é escassa. A Saraiva, por exemplo, mostra apenas 29 livros em braille e quase nenhum deles está disponível em catálogo (SARAIVA, 2021). Isso gera um cenário desfavorável para deficientes visuais, como é o caso da admissão em cursos de nível superior. 

Além disso, indivíduos cegos de nascença tem facilidade com o Braille, o que não ocorre para quem perde a visão com o tempo (LIVRO ACESSÍVEL, 2021). Desta forma, a busca pelo acesso à cultura por meio de audiolivros é uma solução. 

Considerando que uma educação pública e de qualidade deve proporcionar equidade, este projeto tem o objetivo de tornar a literatura acessível por meio de audiolivros gratuitos. Ademais, o projeto proporciona aos colaboradores a oportunidade de ler, gravar e editar antologias, realizando um trabalho de importância social.

 

Materiais e Métodos. Considerando o atual cenário de pandemia do COVID-19, é necessário manter as adequações de 2020. As adequações realizadas foram as gravações em estúdios caseiros e o uso de métodos para reduzir o impacto de ruídos cotidianos, buscando dessa forma manter a qualidade do trabalho. Também foi necessário adaptar a forma de divulgação do projeto para o ambiente virtual, para isso, foi criada a conta @audiolivro.ifc.fraiburgo no Instagram.

Os seguintes procedimentos são realizados para a produção de um audiolivro: Leitura da obra a ser gravada, gravação e edição e, se necessário, regravação. Em seguida, a obra é disponibilizada para ser ouvida ou baixada no site do IFC – Campus Fraiburgo, nos formatos WAV e MP3. É importante ressaltar que todas as obras gravadas foram originalmente publicadas por autores falecidos antes de 1950, estando, portanto, em domínio público.

 

Resultados esperados. Espera-se ampliar o acesso à Literatura para as pessoas com deficiência visual por meio de um acervo em áudio, produzido pelos alunos colaboradores, de forma gratuita. 

Durante 2021 foram gravados poemas de: Violante do Céu; Soror Maria do Céu; Padre José de Anchieta; Marquesa de Alorna; Luís Murat; José Bonifácio; Francisco de Sá de Miranda; Bento Teixeira; Bárbara Heliodora. Além de 4 livros: Americanas, Crisálidas e Falenas de Machado de Assis, e Broquéis de Cruz e Souza. Houve também a criação de uma logo, pensada de forma a correlacionar as cores do IFC e trazer símbolos que identifiquem o projeto.

O site Audiolivro (http://audiolivro.fraiburgo.ifc.edu.br/), hodiernamente, conta com mais de 55h de áudios, atingindo até 2021 a disponibilização de mais de 150 áudios de relevância na literatura brasileira e portuguesa para o público, contando com aproximadamente 1800 acessos ao site. 

Downloads

Publicado

2021-12-12

Edição

Seção

Resumos