ANÁLISE DE CONTEÚDOS MATEMÁTICOS EM LIVROS DIDÁTICOS DO ENSINO MÉDIO SOB A ÓTICA DA TEORIA DOS REGISTROS DE REPRESENTAÇÃO SEMIÓTICA

Autores

  • Milaiervy Bernardo da Silva IFC - Campus Ibirama
  • Ilizete Gonçalves Lenartovicz IFC - Campus Ibirama
  • Eduardo Brandl IFC - Campus Ibirama

Palavras-chave:

Representação Semiótica, livros didáticos, Sistemas lineares

Resumo

As análises que buscam compreender as dificuldades apresentadas pelos estudantes na aprendizagem da Matemática geralmente pautam-se apenas na observação dos conceitos e suas complexidades epistemológicas e neste sentido, a Teoria dos Registros de Representação Semiótica tem se mostrado significativa ao propor uma abordagem do ponto de vista cognitivo, considerando as especificidades do conhecimento matemático. Esta teoria tem como pressuposto a necessidade do uso de diferentes registros de representação semiótica e ressalta ainda a importância dos tratamentos, das conversões e da coordenação entre os diferentes registros para compreender o objeto matemático em estudo. Assim, esta pesquisa tem como objetivo analisar dois livros didáticos de Matemática do Ensino Médio que foram escolhidos como primeira e segunda opção na última edição do Programa Nacional do Livro Didático, de forma a compreender como estes livros abordam alguns conteúdos matemáticos previstos para a segunda série do Ensino Médio tendo como suporte teórico esta teoria. Parte-se do pressuposto de que o livro didático ainda é o principal fio condutor das aulas de Matemática do Ensino Médio, pois mesmo que não seja usado diretamente em sala de aula, o planejamento das aulas e os exercícios que serão propostos aos estudantes são baseados em sua maioria, nos livros didáticos; portanto, analisar a forma como o livro didático aborda um conteúdo matemático, implica em conhecer de forma mais sistemática as concepções contidas neste instrumento em relação ao ensino e a aprendizagem de Matemática. A metodologia consistiu na leitura de artigos, trabalhos científicos e documentos oficiais e em seguida na elaboração dos critérios para análise dos livros didáticos de acordo com a Teoria dos Registros de Representação Semiótica e com as especificidades de cada conteúdo. Até o momento fez-se a avaliação e a análise parcial do conteúdo Sistemas Lineares dos livros Matemática Interligada e Matemática em Contextos. A análise destes dados mostrou que as atividades dos livros contemplaram as transformações de tratamento e conversão. Em relação aos tratamentos observou-se que o registro algébrico ainda é predominante, demonstrando que a abordagem de sistemas lineares ainda se resume, em grande parte, a aprender técnicas de resolução.  Destaca-se ainda que em relação aos sistemas lineares 2 x 2 os livros apresentaram os métodos da adição e da substituição e para a resolução dos sistemas lineares prevaleceu o método de escalonamento. Nas conversões constam diferentes tipos de registros, mas as atividades propostas, de modo geral, apresentaram as conversões em um único sentido. Como continuidade deste projeto de pesquisa, há a necessidade de aprofundar a análise referente ao fenômeno de congruência e não congruência das conversões e verificar se as atividades de conversão propostas por cada livro didático possibilitam a coordenação entre os registros, o que para Duval (2003) é necessário para a compreensão em Matemática.

Downloads

Publicado

2022-09-19