O uso das tecnologias de informação e comunicação (TICs) para o ensino de estatística na educação básica

Autores

  • Dirlei Salete de Souza Instituto Federal Catarinense
  • Adonis Rogério Fracaro Instituto Federal Catarinense
  • Andressa Trainotti

DOI:

https://doi.org/10.21166/ctp.v3i4.2748

Palavras-chave:

Estatística, Educação Básica, Tecnologias Digitais

Resumo

Esta pesquisa buscou evidenciar, bem como observar, o uso das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) no processo de ensino de Matemática do Ensino Básico, com ênfase no ensino de Estatística. O objetivo principal desta pesquisa foi analisar os desafios e as possibilidades de ensinar Estatística no Ensino Básico em escolas do município da Região da AMAUC (Associação dos Municípios do Alto Uruguai Catarinense) fazendo uso de tecnologias digitais e observando como se dá a formação dos professores para o uso dessas ferramentas de ensino. A proposta metodológica é de cunho qualitativo, na qual buscou-se resultados por meio de uma pesquisa investigativa a partir de questionários aplicados para professores de matemática do Ensino Básico. Foram entrevistados 10 (dez) professores de escolas públicas da Região da AMAUC, através da ferramenta de questionário online da plataforma Google Forms. Entende-se que o uso das TICS em sala de aula permite uma aprendizagem mais prática, lúdica e dinâmica, despertando interesse nos alunos em aprender a metodologia e o conteúdo proposto, auxiliando no raciocínio lógico e contribuindo como forma de incentivo ao uso de tecnologias.

Referências

AMANCIO, D. T.; SANZOVO, D. T. Ensino de Matemática por meio das tecnologias digitais. Revista Educação Pública, v. 20, n. 47, dez. 2020. Disponível em: https://educacaopublica.cecierj.edu.br/artigos/20/47/ensino-de-matematica-por-meio-das-tecnologias-digitais

BATANERO, C. Didáctica de la Estadística. Grupo de Investigación en Educación Estadística, ISBN 84-699-4295-6, Universidad de Granada, Espanha, 2001. Disponível em http://www.ugr.es/~batanero/ARTICULOS/didacticaestadistica.zip.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação Qualitativa em Educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora, 1991

BRANCO, A.U. & VALSINER, J. (1997). Changing methodologies: A co-constructivist study of goal orientations in social interactions. Psychology and Developing Societies, 9(1), 35-64.

CAMPOS, C. R. A educação estatística: uma investigação acerca dos aspectos relevantes à didática da estatística em cursos de graduação. 2007. 256 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro. 2007.

CAMPOS, C.R.; WODEWOTZKI, M.L.L.; JACOBINI, O.R. Educação Estatística: teoria e prática em ambientes de modelagem matemática. 1ª ed. Belo Horizonte: Autentica, 2011.

CARVALHO, Marilia G.; Bastos, João A. de S. L., Kruger, Eduardo L. de A./ Apropriação do conhecimento tecnológico. CEEFET-PR, 2000. Cap. Primeiro.

CAZORLA, I. M. A relação entre a habilidade viso-pictórica e o domínio de conceitos estatísticos na leitura de gráficos. 2002. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação. Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

FREITAS, M. M. Praticando Estatística no ensino médio. 2016. 52f.Dissertação(Mestrado em Matemática) –Instituto de Ciências Exatas, Universidade de Brasília, Brasília, 2016.

GADOTTI, Moacir. Boniteza de um sonho: Ensinar-e-aprender com sentido. Curitiba-PR: Ed. Positivo, 2005

GAL, I. Literacia estatística de adultos: significados, componentes, responsabilidades. IN: International Statistical Review, 2002.

KENSKI, Vani Moreira: Aprendizagem mediada pela tecnologia. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, V.4, n.10, p.47-56, set/dez, 2003

LAKATOS, E.M; MARCONI, M.A. Fundamentos da metodologia científica. São Paulo: Atlas, 2009.

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. São Paulo: Cortez, 1991.

LOPES, C. E. O Ensino da Estatística e da Probabilidade na Educação Básica e a Formação dos Professores. Caderno Cedes. Campinas, vol. 28, n.74, p. 57-73, jan./abr. 2008. Disponível em: < http://www.cedes.unicamp.br> Acesso em: 05 março de 2021.

Lopes, C. A. E. (2003). O conhecimento profissional dos professores e suas relações com estatística e probabilidade na educação infantil. (Tese de Doutorado). Universidade de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP, Brasil.

MARTINS, N. P.; CARVALHO, C. F. de. O ensino de gráficos estatísticos nos anos iniciais. REnCiMa, v. 9, n. 2, p. 247-264, 2018.

MERCADO, Luís Paulo Leopoldo. Formação continuada de professores e novas tecnologias. Maceió: EDUFAL, 1999.

MERCADO, Luis Paulo Leopoldo. Novas tecnologias na Educação. Reflexões sobre a prática. Maceió. EDUFAL, 2002

MORAN, José Manuel et al. Novas tecnologias e mediação pedagógica. 6. ed. Campinas: Papirus, 2000.

MORAN, José Manuel. A integração das tecnologias na educação. A Educação que desejamos: novos desafios e como chegar lá. 5 ed. Campinas: Papirus, 2013, p. 89-90.

PONTE, J. P.; BROCARDO, J.; OLIVEIRA, H. Investigação Matemática na sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

RIBEIRO, A.P.; GESSINGER, R.M. Instrumentos de Coleta de dados em pesquisas: Questionamentos e reflexões. Caminhos da pesquisa qualitativa no campo da educação em ciências [recurso eletrônico]: pressupostos, abordagens e possibilidades / organizadores Valderez Marina do Rosário Lima, João Batista Siqueira Harres, Marlúbia Corrêa de Paula. – Dados eletrônicos. – Porto Alegre: EDIPUCRS, 2018. Recurso on-line. P. 93-109.

SARAIVA, L. M.; PERNIGOTTI, J.; BARCIA, R. M.; LAPOLLI, E. M. Tensões que afetam os espaços de educação a distância. In: Revista Psicologia em Estudo,Maringá, v.11, n.3, p. 483-491,

SCHEID, Neusa Maria John; REIS, Pedro Guilherme Rocha. As tecnologias da informação e da comunicação e a promoção da discussão e ação sociopolítica em aulas de ciências naturais em contexto português. Revista Ciênc. Educ., Bauru, v. 22, n. 1, p. 129-144, 2016.

SILVA, Andressa Hennig; FOSSÁ, Maria Ivete Trevisan. ANÁLISE DE CONTEÚDO: EXEMPLO DE APLICAÇÃO DA TÉCNICA PARA ANÁLISE DE DADOS QUALITATIVOS. Qualitas Revista Eletrônica, [S.l.], v. 16, n. 1, may 2015. ISSN 1677-4280. Disponível em: <http://revista.uepb.edu.br/index.php/qualitas/article/view/2113>. Acesso em: 17 sep. 2021. doi:http://dx.doi.org/10.18391/qualitas.v16i1.2113.

SOFFNER, R. K.; BARBOSA, A. L. Tecnologia educacional e o enfoque socio comunitário. Revista de Ciências da Educação, Americana, ano XIII, n. 25, 2011, p. 333-341.

Downloads

Publicado

2022-07-09

Edição

Seção

Artigos Científicos