As Contribuições sobre os estudos hídricos por meio do ensino investigativo

Autores

  • Sandy Aparecida Pereira IFSC
  • Gabrielle do Amaral e Silva Müller Instituto Federal Catarinense
  • Salete de Lourdes Pereira Instituto Federal Catarinense

DOI:

https://doi.org/10.21166/ctp.v3i4.2734

Palavras-chave:

Água, Pegada ecológica., Atividade Investigativa

Resumo

Os recursos hídricos são fundamentais à manutenção da vida, sobretudo à humana. Embora as atividades humanas tenham causado empobrecimento da qualidade das águas de aquíferos, rios e mares, por outro lado, ocorre um aumento da consciência ambiental para diminuir os impactos causados pelo homem no meio ambiente. Tendo em vista, a relevância do tema, o presente trabalho do Curso de Especialização Ciência é 10 – C10 abordou o eixo ambiente com o subtema “Pegada ecológica”, direcionando para a utilização da unidade temática da água. O principal objetivo foi sensibilizar os estudantes sobre o consumo consciente da água utilizando o ensino por investigação e integrando aspectos ambientais e matemáticos, por meio de cálculos e situações-problema a serem desenvolvidas pelos alunos em relação às faturas de consumo de água de suas próprias residências.

Biografia do Autor

Gabrielle do Amaral e Silva Müller, Instituto Federal Catarinense

Docente do Curso de Especialização em Ensino de Ciências nos Anos Finais do Ensino Fundamental - Ciências é 10! Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Doutora em Bioquímica.

Salete de Lourdes Pereira, Instituto Federal Catarinense

Acadêmica do Curso de Especialização em Ensino de Ciências nos Anos Finais do Ensino Fundamental - Ciências é 10! Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), professora de Matemática da Escola de Educação Básica Tiradentes, município de Porto Belo, Santa Catarina.

Referências

AMEND, T.; BARBEAU, B.; BEYERS, B.; BURNS, S.; EIBING, S.; FLEISCHHAUER, A.; KUS-FRIEDRICH, B.; POBLETE, P. Uma Grande Pegada num Pequeno Planeta? Contabilidade através da Pegada Ecológica. Ter sucesso num mundo com crescente limitação de recursos. In: Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ). A sustentabilidade tem muitas faces, 2010.

BACCI, D. de L. C.; PATACA, E. M.; Educação para a água. Revista Estudos Avançados n. 22, p. 211-226, 2008.

GRZYBOWSKI, C. Medidas da riqueza - Mudar Mentalidades e práticas: um imperativo. Le Monde Diplomatique Brasil, maio 2011.

MARACAJÁ, K.F.B.; SILVA, V.D.P.R.; NETO, J.D.; ARAÚJO, L.E. Pegada Hídrica como Indicador de Sustentabilidade Ambiental. REUNIR: Revista de Administração, Contabilidade e Sustentabilidade, 2012.

PEREIRA, R. da S.; CANO, M. R. de O. Metodologias de ensino. São Paulo: Blucher, 2012, p. 121.

PONTES, J. P. M. Investigar, ensinar e aprender. Actas do ProfMat, 2003. Disponível em: . Acesso em: 19/03/2021.

RESENDE NETO, A. Sustentabilidade, água virtual e pegada hídrica : um estudoexploratório no setor bioenergético. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (dissertação de mestrado - Programa de Pós-graduação em Engenharia de produção). 2011.

WACKERNAGEL, M.; REES, W. Our ecological footprint: reducing human impact on the earth. Gabriola Island, Colúmbia Britânica-Canadá: New Society Publishers, 1996.

WWF BRASIL. Pegada ecológica: que marcas queremos deixar no planeta?: Texto: Mônica Pilz Borba; Coordenação: Larissa Costa e Mariana Valente; Supervisão: Anderson Falcão – Brasília: WWF-Brasil, 2007. Disponivel em: http://assets.wwf.org.br/downloads/19mai08_wwf_pegada.pdf. Acesso em: 31/07/2021.

Downloads

Publicado

2022-07-09

Edição

Seção

Artigos Científicos