Ensinando português para estrangeiros:

o desafio de uma experiência didática em tempos de pandemia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21166/rext.v8i16.2103

Palavras-chave:

Português como Língua Estrangeira, Extensão Universitária, Programa de Estudantes-Convênio de Graduação

Resumo

O projeto de extensão Estratégias de Imersão Cultural para o Desenvolvimento da Aprendizagem de PLE: aulas do PLEI para estudantes PEC-G, executado de março a dezembro de 2020, teve como objetivo promover a aprendizagem da língua portuguesa para aprendizes do Programa de Estudantes-Convênio de Graduação (PEC-G). Tal ação justifica-se pela necessidade desses estudantes de adquirir proficiência em língua portuguesa para a obtenção do Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras), o que consolida o ingresso deles no programa. Do ponto de vista metodológico, este trabalho apresenta um relato da vivência extensionista voltada ao ensino de Português como Língua Estrangeira (PLE), no qual é construída análise qualitativa das ações desenvolvidas no Programa Linguístico-Cultural para Estudantes Internacionais (PLEI). Para tanto, situa-se o contexto que envolve o projeto e o seu público-alvo. Em seguida, abordam-se as medidas metodológicas adotadas para a construção das aulas ministradas, assim como ações realizadas para auxiliar os alunos. Por fim, discutem-se os resultados desde o ponto de vista do público-alvo do projeto, que conseguiu atingir níveis de competência comunicativa satisfatórios em língua portuguesa, como também dos discentes do curso de Letras-Português da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), que ministram essas aulas e puderam vivenciar o fazer pedagógico em todas as suas etapas de construção, partindo de leituras teóricas, pesquisa de materiais didáticos, até a elaboração e ministração das aulas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

José Wellisten Abreu de Souza, Universidade Federal da Paraíba-UFPB

Doutor em Linguística – UFPB; professor do Departamento de Língua Portuguesa e Linguística (DLPL) – Coordenador do Programa Linguístico-Cultural para Estudantes Internacionais (PLEI) – Universidade Federal da Paraíba.

Referências

ALMEIDA FILHO, José Carlos P. Dimensões comunicativas no ensino de línguas. 5 ed. Campinas: Pontes Editores, 2008.

ALVAREZ, Maria Luisa Ortiz. Uma nova visão e atitude pedagógica com relação ao material didático de língua estrangeira (LE). In: SCHEYERL, Denise; SIQUEIRA, Sávio. (org.). Materiais didáticos para o ensino de línguas na contemporaneidade: contestações e proposições. Salvador: EDUFBA, 2012. p. 498-522.

BRASIL. Decreto nº 7.948, de 12 de março de 2013. Dispõe sobre o Programa de Estudantes-Convênio de Graduação - PEC-G. Brasília, DF: Presidência da República, 2013a. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/_Ato2011-2014/2013/Decreto/D7948.htm. Acesso em: 16 fev. 2021.

BRASIL. Ministério das Relações Exteriores. Divisão de Temas Educacionais e Língua Portuguesa (DELP). Programa Estudante-Convênio de Graduação (PEC-G): Apresentação. Brasília, DF: Divisão de Temas Educacionais e Língua Portuguesa (DELP), [s.d.]. Disponível em: http://www.dce.mre.gov.br/PEC/PECG.php. Acesso em: 16 fev. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Diretoria de Avaliação da Educação Básica (DAEB). Guia do participante: tarefas comentadas que compõem a edição de abril de 2013 do exame. Brasília, DF: INEP, 2013b. Disponível em: https://download.inep.gov.br/outras_acoes/celpe_bras/outros_documentos/manuais_e_guias/2013/guia_do_participante_2013.pdf. Acesso em: 17 maio 2021.

DELL’ISOLA, Regina L. P. et al. A avaliação de proficiência em português língua estrangeira: o exame CELPE-Bras. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, [s. l.], v.3, n. l, p. 153-184, 2003. DOI: https://doi.org/10.1590/S1984-63982003000100010

IPEA. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Agenda 2030 - ODS – Metas Nacionais dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Brasília, DF: IPEA, 2018. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=33895&Itemid=433. Acesso em: 4 maio 2021.

SILVEIRA, Maria Inez Matoso. Línguas estrangeiras: uma visão histórica das abordagens, métodos e técnicas de ensino. Maceió: Edições Catavento, 1999.

VENTURI, Maria Alice. Considerações sobre a abordagem comunicativa no ensino de línguas. Domínios de Lingu@gem, [s. l.], v. 1, n. 1, p. 1-9, jan. 2007. DOI: https://doi.org/10.14393/DL1-v1n1a2007-4

Downloads

Publicado

13-12-2021

Como Citar

VIANA, R. de S. .; SOUZA, J. W. A. de. Ensinando português para estrangeiros:: o desafio de uma experiência didática em tempos de pandemia. Extensão Tecnológica: Revista de Extensão do Instituto Federal Catarinense, Blumenau, v. 8, n. 16, p. 182–195, 2021. DOI: 10.21166/rext.v8i16.2103. Disponível em: https://publicacoes.ifc.edu.br/index.php/RevExt/article/view/2103. Acesso em: 4 fev. 2023.