Projeto de Extensão Universitária Fisioterapia na Atenção Materno-Infantil: relato de experiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21166/rext.v8i15.1626

Palavras-chave:

Fisioterapia , Gestantes , Desenvolvimento Motor infantil, Atenção primária à saúde

Resumo

Este artigo aborda um relato de experiência das ações desenvolvidas no projeto de extensão “Fisioterapia na Atenção Materno-Infantil”. Esse projeto teve por objetivo promover a melhoria da qualidade de atenção à saúde das gestantes. O projeto realizou palestras mensais sobre alterações que ocorrem no período gestacional e orientações sobre o desenvolvimento motor no primeiro ano de vida da criança. Docentes e discentes do projeto realizaram também avaliações fisioterapêuticas (individuais) e exercícios terapêuticos para aliviar os desconfortos relatados pelas gestantes. As alterações mais frequentes verificadas junto às gestantes foram: náuseas, vômitos, falta de ar, dor e/ou desconforto caracterizada como pontada nas regiões lombar e/ou abdominal. Dessa forma, através do acompanhamento das gestantes, foi possível atuar nas alterações decorrentes da gestação ao puerpério, além de oferecer orientações sobre como estimular os bebês no primeiro ano de vida. Ressalta-se assim, a importância da fisioterapia em gestantes, para minimizar os desconfortos e preparação para o parto, além do papel fundamental que o fisioterapeuta desempenha no acompanhamento do desenvolvimento motor infantil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Eloá Ferreira Yamada, Universidade Federal do Pampa

Doutora em Bioquímica - Unipampa, Docente do Curso de Fisioterapia da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Uruguaiana, Rio Grande do Sul, Brasil.

Érica Souza da Silva, Universidade Federal do Pampa

Fisioterapeuta, Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Uruguaiana, Rio Grande do Sul, Brasil.

Denielle Machado Scholten, Universidade Federal do Pampa

Fisioterapeuta, Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Uruguaiana, Rio Grande do Sul, Brasil.

Eloá Maria dos Santos Chiquetti, Universidade Federal do Pampa

Doutora em Ciências do Movimento Humano - UFRGS, Docente do Curso de Fisioterapia da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Uruguaiana, Rio Grande do Sul, Brasil.

Referências

BARACHO. E. Fisioterapia Aplicada à Saúde da Mulher. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2018.

BIM, C. R.; PEREGO, A. L.; PIRES, H. J. Fisioterapia Aplicada à Ginecologia e Obstetrícia. Iniciação Científica. Cesumar. v. 4, n. 1, p. 57-61, 2002. Disponível em: https://periodicos.unicesumar.edu.br/index.php/iccesumar/article/view/51/16. Acesso em: 14/06/2021

BRASIL, Ministério da Saúde. Banco de Dados do Sistema Único de Saúde – DATASUS, 2020. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sinasc/cnv/nvrs.def. Acesso em: 19/11/2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher: princípios e diretrizes. Brasília: Ministério da Saúde, 2004. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nac_atencao_mulher.pdf. Acesso em 19/04/2021.

CARVALHO, M. E. C. C. et al. Lombalgia na gestação. Revista Brasileira de Anestesiologia. v. 67, n. 3, p. 266-270, 2017.

DAMASCENA, T. L. M.; ESTRELA, M. P. M.; PLAZZI, M. A. P. C. Abordagem fisioterapêutica na lombalgia em gestantes. Revista Saúde Multidisciplinar, v. 9, n. 1, p. 71-77, 2021. Disponível em: http://revistas.famp.edu.br/revistasaudemultidisciplinar/article/view/175. Acesso em 20/04/2021.

DE CARVALHO, A. P. et al. Conhecimento da gestante sobre gestação, puerpério e cuidados com o recém-nascido. Anais do CBMFC. n. 12, p. 485, 2013. Disponível em: https://www.cmfc.org.br/brasileiro/article/view/724. Acesso em: 07/06/2021.

FERREIRA, C.H.J. Fisioterapia na Saúde da Mulher: teoria e prática. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Tábua completa de mortalidade para o Brasil – 2018: breve análise da evolução da mortalidade no Brasil. Rio de Janeiro, 2019. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/3097/tcmb_2018.pdf. Acesso em 19/04/2021.

KISNER, C.; COLBY, L. A. Exercícios terapêuticos: fundamentos e técnicas. 6ª ed. São Paulo: Manole, 2015.

LAMEZON, A. C.; PATRIOTA, A. L. V. F. Eficácia da fisioterapia aquática aplicada a gestantes para prevenção e tratamento da lombalgia – revisão sistemática. Revista Terra & Cultura: Cadernos de Ensino e Pesquisa, [S.l.], v. 21, n. 41, p. 127-132, mar. 2020. Disponível em: http://periodicos.unifil.br/index.php/Revistateste/article/view/1272. Acesso em: 20/04/2021.

LIMA, V. K. S. et al. Educação em saúde para gestantes: a busca pelo empoderamento materno no ciclo gravídico-puerperal. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental. v. 11, n. 04, p. 968-975, 2019. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/ripsa/resource/pt/biblio-1005817. Acesso em: 07/06/2021.

MACHADO, C. G. et al. O Método Pilates na Diminuição da Dor Lombar em Gestantes. Revista Eletrônica Faculdade Montes Belos. v. 3, n. 1, p. 44-49, 2008. Disponível em: http://activepilates.com.br/producoes/O-me%CC%81todo-Pilates-na-diminuic%CC%A7a%CC%83o-da-dor-lombar-em-gestantes.pdf. Acesso em: 07/06/2021.

MANN, L. et al. Dor lombo-pélvica e exercício físico durante a gestação. Fisioterapia em Movimento. v. 21, n. 2, p. 99-105, 2017. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/fisio/article/view/19107/18451. Acesso em: 07/06/2021.

MORENA, A. L. Fisioterapia em Uroginecologia. São Paulo: Manole, 2009.

NEPPELENBROEK, G. A. et al. Investigação do fluxo expiratório máximo em gestantes saudáveis. Revista Brasileira Ginecologia e Obstetrícia. v. 27, n. 1, p.37-43, 2005. Diponível em: https://doi.org/10.1590/S0100-72032005000100008. Acesso em: 07/06/2021.

PARENTE, L. C. et al. Perfil da Avaliação Fisioterapêutica em Pacientes com Doença Neuromuscular na Grande São Paulo. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. v. 3, n.17, p.9-17, 2008. Disponível em: https://doi.org/10.13037/rbcs.vol6n17.354. Acesso em: 07/06/2021.

PITANGUI, A. C. R.; FERREIRA, C. H. J. Avaliação fisioterapêutica e tratamento da lombalgia gestacional. Fisioterapia em Movimento, v. 21, n. 2, p. 135-142, 2017. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/fisio/article/view/19117/18461. Acesso em: 07/06/2021.

SILVA, A. C. L. G. Alterações osteomusculares durante a gravidez. As suas influências no desempenho do trabalho da gestante. Revista Digital Buenos Aires Efdeportes. v. 14, n. 141, 2010. Disponível em: https://www.efdeportes.com/efd141/alteracoes-osteomusculares-durante-a-gravidez.htm . Acesso em: 07/06/2021.

SKINNER, J. S. Teste e prescrição de Exercícios para Casos Específicos. 3ª ed. Rio de Janeiro: Revinter, 2007.

SOUZA, A. I.; FILHO, M. B.; FERREIRA, L. C. Alterações Hematológicas e Gravidez. Rev. Bras. Hematol. Hemoter. v. 24, n. 1, p. 29-36, 2002. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1516-84842002000100006. Acesso em: 07/06/2021.

STEPHENSON, R. G.; O’CONNOR, L. J. Fisioterapia Aplicada à Ginecologia e Obstetrícia. São Paulo: Manole, 2004.

UNICEF - United Nations International Children's Emergency Fund (Fundo das Nações Unidas para a Infância). Unicef: relatório aponta 10 países com maiores taxas de mortalidade infantil. 2018. Disponível em: https://news.un.org/pt/story/2018/02/1611481. Acesso em 19/04/2021.

WEINECK, J. Biologia do esporte. São Paulo: Manole, 2005.

Downloads

Publicado

30-06-2021

Como Citar

YAMADA, E. F.; SILVA, Érica S. da .; SCHOLTEN, D. M.; CHIQUETTI, E. M. dos S. Projeto de Extensão Universitária Fisioterapia na Atenção Materno-Infantil: relato de experiência. Extensão Tecnológica: Revista de Extensão do Instituto Federal Catarinense, Blumenau, v. 8, n. 15, p. 218–230, 2021. DOI: 10.21166/rext.v8i15.1626. Disponível em: https://publicacoes.ifc.edu.br/index.php/RevExt/article/view/1626. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos