37 ANOS APÓS O ACIDENTE DE CHERNOBYL

Autores

  • Guilherme Malczevski IFC - Campus Blumenau
  • João Vitor Wenderlich IFC - Campus Blumenau
  • Kaique da Costa Matos IFC - Campus Blumenau
  • Matheus Eduardo Boldt Nunes IFC - Campus Blumenau
  • Nicolas Luis Ferrari Borghelot IFC - Campus Blumenau
  • Andrey Monteiro Borges IFC - Campus Blumenau
  • Leila de Sena Cavalcante IFC - Campus Blumenau

Resumo

O tema que será abordado neste trabalho é sobre como se encontra a cidade de Pripyat, na Ucrânia, após
37 anos do trágico acidente de Chernobyl, que marcou a história da cidade e do mundo, sobre a
desconhecida real força da energia nuclear. O objetivo da pesquisa foi saber como estão as vítimas, o
local e ainda capturar alguns relatos das mesmas, descobrir como se encontra a fauna e a flora atualmente
e como prevenir que outro acidente semelhante a este ocorra novamente. Para elaborar este trabalho,
foram realizadas pesquisas bibliográficas aprofundadas na internet, em busca de artigos científicos,
reportagens e notícias que abordassem, de alguma forma, sobre o assunto. Após a coleta de artigos,
reportagens e notícias, foi feita a sua leitura e a elaboração de resumos para facilitar o entendimento e a
escrita do trabalho. Alguns dos resultados obtidos neste trabalho foram que o acidente ocorreu por causa
da realização de um teste acerca de quanto tempo as turbinas e os turbos alternadores continuariam em
operação no caso de uma queda de energia ou de um colapso, tendo na sua sequência uma série de
negligências, que resultou em um colapso do núcleo, causando uma explosão às 1h23min e lançando 500
toneladas de combustível, 700 toneladas de grafite e gases radioativos na atmosfera. Esse vazamento teve
a duração de 10 dias. Este mesmo erro que culminou neste grande acidente ceifou a vida de 4 mil pessoas.
E ainda traz consequências para a cidade e o país, como a realocação de uma cidade inteira. Outras
consequências observadas foram que muitas gerações passadas e futuras das pessoas presentes ou
próximas do acidente contraíram câncer e/ou, ao terem filhos(as), estes(as) nasceram com imperfeições.
Espera-se que o resto do mundo use este acidente como exemplo a não ser seguido quando se tratar de
condicionamento de energia nuclear.

Downloads

Publicado

2023-11-28

Como Citar

Malczevski, G., Wenderlich, J. V., Matos, K. da C., Nunes, M. E. B., Borghelot, N. L. F., Borges, A. M., & Cavalcante, L. de S. (2023). 37 ANOS APÓS O ACIDENTE DE CHERNOBYL. Anais Da Mostra De Ensino, Pesquisa, Extensão E Cidadania (MEPEC) - ISSN 2596-0954, 5. Recuperado de https://publicacoes.ifc.edu.br/index.php/MEPEC/article/view/4854