DESIGUALDADE SOCIAL NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

Autores

  • Arthur Ringenberg Hansen IFC - Campus Blumenau
  • Arthur Santos Domingos Alves IFC - Campus Blumenau
  • Isabella Vasconcelos do Nascimento IFC - Campus Blumenau
  • Isadora Vasconcelos do Nascimento IFC - Campus Blumenau
  • Gabriel Grando Rodrigues IFC - Campus Blumenau
  • Natany Parisotto IFC - Campus Blumenau
  • Andrey Monteiro Borges IFC - Campus Blumenau
  • Leila de Sena Cavalcante IFC - Campus Blumenau

Resumo

O tema que será tratado neste trabalho é a desigualdade social na educação brasileira. Nesse sentido, o trabalho teve o intuito de abordar os assuntos referentes à história da educação brasileira, comentando sobre a política de acesso à educação no Brasil e trazendo os principais pontos da desigualdade na sociedade brasileira. O objetivo geral deste trabalho é informar e mostrar à sociedade a presente desigualdade social que as crianças e adolescentes enfrentam no seu dia a dia escolar. A desigualdade
social é abrangida não apenas em uma ou algumas regiões do Brasil, mas está vertida em diferentes locais do território brasileiro. Com esse desequilíbrio, a educação acaba passando por situações complexas, que envolvem tanto a área política quanto a social e econômica. Suspeita-se que a maior causa da tão presente desigualdade está ligada com as diferenças das classes sociais entre os estudantes, causando, assim, uma divisão entre eles. Os estudantes enfrentam um problema recorrente com a desigualdade e isso é algo bem normal para o brasileiro, ocorrendo desde o ensino básico fundamental até o ensino médio e superior. Com a desigualdade social na educação brasileira aumentando, há retardo no processo de alfabetização dos estudantes nas escolas, prejudicando o desenvolvimento estudantil. As escolas tentam encontrar métodos para poder fornecer a informação aos discentes sobre diferenças das classes socioeconômicas dentro do ambiente escolar, com o objetivo de amenizar essa desigualdade imensa. O sistema de ensino e as classes socioeconômicas não são diferentes e não conseguem ser analisadas sem um contexto capitalista. A desigualdade tem de ser amenizada diante das políticas sociais, como exemplo, as cotas raciais e o PROUNI, que favorecem os estudantes de ensino básico público nas faculdades. Com base em pesquisas em variados artigos científicos, elaborou-se esse estudo.

Downloads

Publicado

2023-11-28

Como Citar

Hansen, A. R., Alves, A. S. D., Nascimento, I. V. do, Nascimento, I. V. do, Rodrigues, G. G., Parisotto, N., Borges, A. M., & Cavalcante, L. de S. (2023). DESIGUALDADE SOCIAL NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA. Anais Da Mostra De Ensino, Pesquisa, Extensão E Cidadania (MEPEC) - ISSN 2596-0954, 5. Recuperado de https://publicacoes.ifc.edu.br/index.php/MEPEC/article/view/4837