Crimes de Guerra-IFC Estudo de Revisão Bibliográfica

Autores

  • Fernanda Zendron
  • Vinicius Carlos
  • Andrey Monteiro Borges

Resumo

O tema desse banner é sobre crimes de guerra sendo situações decorrentes na maioria das ações contra a humanidade durante conflitos, resultando em estupros, torturas, assassinatos de pessoas inocentes a sangue frio, armas nucleares e biológicas. Esses crimes foram conceituados após as Guerras Mundiais, com a criação da ONU, em 24 de outubro de 1945, discutiram sobre essas causas, em que viram situações onde não só governos sofriam, mas sim pessoas civis. O método utilizado foi o de buscar por fontes que mencionam momentos na história em que ficou claro os diversos crimes de guerra que aconteciam, como o Holocausto onde 6 milhões de judeus mortos em campos de concentração por câmaras de gás e fuzilamentos, o Massacre de Nanquim onde os japoneses declararam supremacia racial contra os chineses e mataram uma aldeia de civis chineses, estima-se que, cerca de 300 mil chineses foram mortos e 20.000 mulheres chinesas foram estupradas durante a ocupação, mas não só atos físicos são crimes, mas atos como bombas atômicas lançadas em Hiroshima e Nagasaki na Segunda Guerra Mundial, e bombas de gás mostarda lançadas em trincheiras francesas durante a Primeira Guerra Mundial, atos esses que também causam mortes de forma injusta em uma guerra, ou até mesmo deixar lugares inóspitos. Esses crimes de guerras mostram como o ser humano pensa de diversas formas de destruir a si mesmo, por mais que hoje em dia existam órgãos internacionais (ONU) para combater esses crimes, eles ainda existem de maneira cada vez mais agressiva, o que nos faz refletir sobre o passado e pensar em um futuro.

Downloads

Publicado

2022-11-25

Edição

Seção

Ciências Humanas e suas tecnologias