Uma Análise da Interrelação entre Indústria 4.0, Educação 4.0 e Engenharia, e suas Influências na Perspectiva de Crescimento Econômico do Brasil no Século XXI

Autores

  • Antonio Ribas Neto Instituto Federal Catarinense
  • Marcos Fiorin Instituto Federal Catarinense - Campus Luzerna

DOI:

https://doi.org/10.21166/cpitt.v3i1.2040

Palavras-chave:

Indústria 4.0, Educação 4.0, Engenharia

Resumo

Ao longo dos anos o avanço tecnológico permitiu a evolução dos processos de produção e também ajudou a alavancar o modo como a educação é conduzida. Na era da internet e da transformação digital, o uso de inteligência artificial, da análise de dados, da computação em nuvem, e outras tecnologias estão possibilitando novamente uma evolução no modo como a indústria desempenha seus processos para permitir maior flexibilidade, aumentar a produtividade e assim aumentar a competitividade. Tal avanço também arrasta outros setores, como a educação. Essas tendências tecnológicas na indústria estão sendo referidas como Indústria 4.0 e na educação como sendo Educação 4.0. O objetivo desse trabalho é fornecer ao leitor uma ideia inicial sobre os conceitos envolvidos com a Indústria 4.0 e a Educação 4.0, e também deixar claro como essas duas entidades se relacionam entre si e com a Engenharia. Ao longo do trabalho são analisadas e fornecidas informações sobre o cenário atual brasileiro no que diz respeito a essas duas evoluções e como elas podem influenciar nas perspectivas de crescimento econômico e social do Brasil.

Biografia do Autor

Antonio Ribas Neto, Instituto Federal Catarinense

Mestre em Engenharia de Automação e Sistemas (UFSC, 2010), Professor do Bacharelado em Engenharia de Controle e Automação.

Marcos Fiorin, Instituto Federal Catarinense - Campus Luzerna

Mestre em Engenharia Elétrica (UTFPR, 2014), Professor do Bacharelado em Engenharia de Controle e Automação.

Referências

AGÊNCIA BRASILEIRA DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL (ABDi). Agenda brasileira para a Indústria 4.0 – O Brasil preparado para os desafios do futuro. [2019]. Disponível em: <http://www.industria40.gov.br/>. Acesso em 04 mar. 2021.

ALVARENGA, Darlan. Brasil sai de lista das 10 maiores economias do mundo e cai para a 12ª posição, aponta ranking. G1 ECONOMIA. 03 mar. 2021. Disponível em: <https://g1.globo.com/economia/noticia/2021/03/03/brasil-sai-de-lista-das-10-maiores-economias-do-mundo-e-cai-para-a-12a-posicao-aponta-ranking.ghtml>. Acesso em 04 mar. 2021.

ANDRADE, Robson Braga de. Desenvolvimento sustentável depende de mais investimentos em inovação. Isto é Dinheiro, n. 1189, 18 set. 2019. Disponível em: <https://www.istoedinheiro.com.br/desenvolvimento-sustentavel-depende-de-mais-investimentos-em-inovacao/>. Acesso em: 11 mar. 2021.

ARDUH, Jorge. Desenvolvimento do Brasil depende de investimento em tech para as cidades. IT MÍDIA, 05 set. 2019. Disponível em: <https://itforum.com.br/colunas/desenvolvimento-do-brasil-depende-de-investimento-em-tech-para-as-cidades/>. Acesso em: 11 mar. 2021.

ARRUDA, Carlos; BURCHARTH, Ana e GONÇALVES, Naira C. Apesar da tímida evolução, Brasil permanece entre os países menos competitivos do mundo. Avanços na educação são fundamentais para alteração desse quadro. Belo Horizonte, MG: [s.l.], 2020. Disponível em: <https://nucleos.fdc.org.br/wp-content/uploads/2020/06/Relat%C3%B3rio_Analise_IMD-2020.pdf>. Acesso em: 10 mar. 2021.

BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL (BNDES). BNDES Finame Máquinas 4.0. 2021©a. Disponível em: <https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/financiamento/produto/bndes-finame-maquinas-40>. Acesso em: 10 mar. 2021.

____. BNDES Crédito Serviços 4.0. 2021©b. Disponível em: <https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/financiamento/produto/bndes-credito-servicos-4.0>. Acesso em: 10 mar. 2021.

BRETERNITZ, Vivaldo José. Brasil no ranking mundial de inovação. Diário do Comércio, 20 ago. 2019. Disponível em: <https://diariodocomercio.com.br/opiniao/brasil-no-ranking-mundial-de-inovacao>. Acesso em: 11 mar. 2021.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA (CNI). Desafios para a indústria 4.0 no Brasil. Brasília: CNI, 2016. 34 p. il.

____. 4 mudanças que as empresas podem implementar rumo à Indústria 4.0. Revista Indústria Brasileira, 28 nov. 2017. Disponível em: <https://noticias.portaldaindustria.com.br/listas/4-mudancas-que-as-empresas-podem-implementar-rumo-a-industria-40/>. Acessado em: 05 mar. 2021.

____. Indústria 4.0: Entenda seus conceitos e fundamentos. [2019]. Disponível em: <http://www.portaldaindustria.com.br/industria-de-a-z/industria-4-0/>. Acesso em: 04 mar. 2021.

____. A indústria 4.0 é para todos. Revista Indústria Brasileira, Brasília, DF, Ano 5, n. 41, p. 42-45, Fev. 2020a. Disponível em: <https://www.portaldaindustria.com.br/publicacoes/2020/12/revista-industria-brasileira/#revista-industria-brasileira-ano-5-no-41-fevereiro2020%20>. Acesso em: 06 mar. 2021.

____. Competitividade Brasil 2019-2020. Brasília, DF: CNI, 2020b. 93 p. il. Disponível em: <http://www.portaldaindustria.com.br/estatisticas/competitividade-brasil-comparacao-com-paises-selecionados/?utm_source=gpc_agencia_de_noticias&utm_medium=site&utm_campaign=CompetBR_2019_2020>. Acesso em: 08 mar. 20121.

____. A indústria e a pandemia. Brasília, DF: CNI, 2020c. Disponível em: <https://static.portaldaindustria.com.br/portaldaindustria/noticias/media/filer_public/de/cc/decc6afa-ae64-4160-9b3c-87d7dcd4b3d6/a_industria_40_e_a_pandemia.pdf>. Acesso em: 08 mar. 2021.

____. A importância da Indústria para o Brasil. Brasília, DF: CNI, 04 fev. 2021a. Disponível em: <http://www.portaldaindustria.com.br/estatisticas/importancia-da-industria/>. Acesso em: 04 mar. 2021.

____. Tecnologia 4.0 ajuda empresas durante a crise. Revista Indústria Brasileira, Brasília, DF, Ano 6, n. 52, p. 26-29, Fev. 2021b. Disponível em: <http://jornalismo.portaldaindustria.com.br/cni/revista_industria/revista-industria-brasileira-02-2021/26/>. Acesso em: 06 mar. 2021.

____. Pioneirismo na transformação do ensino médio. Revista Indústria Brasileira, Brasília, DF, Ano 6, n. 52, p. 43-45, Fev. 2021c. Disponível em: <http://jornalismo.portaldaindustria.com.br/cni/revista_industria/revista-industria-brasileira-02-2021/26/>. Acesso em: 06 mar. 2021.

CRISTALDO, Heloisa. Brasil fica em 84º lugar em ranking mundial do IDH. AgênciaBrasil, Brasília, DF, 15 dez. 2020. Disponível em: <https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2020-12/brasil-fica-em-84o-lugar-em-ranking-mundial-do-idh#:~:text=De%20acordo%20com%20relat%C3%B3rio%20divulgado,84%C2%BA%20lugar%20entre%20189%20pa%C3%ADses.>. Acesso em: 08 mar. 2021.

DA SILVA, Adriano Moraes et al. O ensino de Engenharia em face às competências profissionais exigidas pela Indústria 4.0. In: XLVIII CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO EM ENGENHARIA (COBENGE) E III SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO EM ENGENHARIA DA ABENGE, 2020. Anais... [...]. [s.l.], Associação Brasileira de Educação em Engenharia, 2020. Evento on-line.

DEUTSCHE WELLE. Brasil cai cinco posições no ranking global de IDH. DW Brasil, 15 dez. 2020. Disponível em: <https://www.dw.com/pt-br/brasil-cai-cinco-posi%C3%A7%C3%B5es-no-ranking-global-de-idh/a-55944829>. Acesso em: 06 mar. 2021.

DIWAN, Parag. Is Education 4.0 an imperative for success of 4th Industrial Revolution?. Medium, 6 ago. 2017. Disponível em: <https://pdiwan.medium.com/is-education-4-0-an-imperative-for-success-of-4th-industrial-revolution-50c31451e8a4>. Acesso em: 09 mar. 2021.

DUTTA, Soumitra; LANVIN, Bruno e WUNSCH-VINCENT, Sacha (Eds.). Índice Global de Inovação 2020: Quem financiará a inovação?. 13. ed. Ithaca, Fontainebleau e Genebra: Genebra (Suíça): Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI); Nova Deli (Índia): Confederação da Indústria Indiana (CII), 2020. Autores originais: Universidade Cornell, INSEAD (Instituto Europeu de Administração de Empresas) e OMPI (Organização Mundial da Propriedade Intelectual). Disponível em: <https://www.wipo.int/edocs/pubdocs/pt/wipo_pub_gii_2020.pdf>. Acesso em: 08 mar. 2021.

FAVA, Rui. Educação 3.0. São Paulo: Saraiva, 2014.

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS (FINEP). Finep Inovacred 4.0. 2021©. Disponível em: <http://www.finep.gov.br/apoio-e-financiamento-externa/programas-e-linhas/inovacred4-0>. Acesso em: 10 mar. 2021.

GERSTEIN, J. Moving from Education 1.0 Through Education 2.0 Towards Education 3.0. In: Experiences in Self-Determined Learning. [s.l.] CreateSpace Independent Publishing Platform, 2014. p. 83-98.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Indicadores IBGE: Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua): Medidas de Subutilização da Força de Trabalho no Brasil, 3º trimestre de 2020. 2020. Disponível em: <ftp://ftp.ibge.gov.br/Trabalho_e_Rendimento/Pesquisa_Nacional_por_Amostra_de_Domicilios_continua/Trimestral/Novos_Indicadores_Sobre_a_Forca_de_Trabalho/pnadc_202003_trimestre_novos_indicadores.pdf>. Acesso em: 05 mar. 2021. Divulgação especial, publicada em 27 nov. 2020 às 9 horas.

____. Indicadores IBGE: contas nacionais trimestrais. Rio de Janeiro: IBGE, 2021. Disponível em: <https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=72121>. Acesso em 04 mar. 2021. Documento “Indicadores de Volume e Valores Correntes” de Out.-Dez. 2020, atualizado em 03 mar. 2021 às 09 horas.

INSTITUTO DE ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS (INESC). O Brasil com baixa imunidade. Balanço do Orçamento Geral da União 2019. Brasília, DF: [s.n.], 2020. Disponível em: <https://www.inesc.org.br/wp-content/uploads/2020/04/Balanco-OGU-Inesc.pdf>. Acesso em: 06 mar. 2021.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA (INEP); MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO (MEC). Relatório Brasil no Pisa 2018 – Versão preliminar. Brasília-DF: Inep/MEC, 2019. Disponível em: <https://download.inep.gov.br/acoes_internacionais/pisa/documentos/2019/relatorio_PISA_2018_preliminar.pdf>. Acesso em 10 mar. 2021.

INTERNATIONAL INSTITUTE FOR MANAGEMENT DEVELOPMENT (IMD). IMD World Digital Competitiveness Ranking 2020. Lausanne, Switzerland: IMD Switzerland, 2020. Disponível em: <https://www.imd.org/wcc/world-competitiveness-center-rankings/world-digital-competitiveness-rankings-2020/>. Acesso em 10 mar. 2021.

LIMA JÚNIOR, Darse. Indústria 4.0 reage melhor à crise pós-pandemia. Exame.com/bussola, 01 mar. 2021. Disponível em: <https://exame.com/bussola/industria-4-0-reage-melhor-a-crise-pos-pandemia/>. Acesso em: 07 mar. 2021. Publicado em: 01 mar. 2021. às 15h20; Alterado em: 01 mar. 2021 às 20h34.

LIMA, Juliana Domingos de. O que faz a educação da Finlândia estar entre as melhores do mundo? Uol, São Paulo, 03 mar. 2021. Disponível em: <https://www.uol.com.br/ecoa/ultimas-noticias/2021/03/03/o-que-faz-a-educacao-da-finlandia-estar-entre-as-melhores-do-mundo.htm#:~:text=Mesmo%20seguindo%20as%20diretrizes%20nacionais,Nossos%20professores%20t%C3%AAm%20muita%20liberdade.&text=Professores%20finlandeses%20tamb%C3%A9m%20passam%20em,todos%20os%20n%C3%ADveis%20de%20ensino.>. Acesso em 06 mar. 2021.

MUROFUSHI, Juliana E. e BARRETO, Maria A. M. Educação 4.0 na engenharia: percepção dos docentes de 3 universidades brasileiras. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 5, n. 9, p. 15255-15266 sep. 2019.

OLIVEIRA, Elida. MEC prevê corte de R$ 4,2 bilhões no orçamento para 2021. G1 Educação, 10 ago. 2020. Disponível em: <https://valor.globo.com/brasil/noticia/2021/02/22/ensino-basico-tem-menor-gasto-na-decada.ghtml>. Acesso em 10 mar. 2021.

OLIVEIRA, Joao Batista Araujo e. Os piores alunos do ensino médio estão se tornando professores. E isso é preocupante. [Entrevista cedida a] Isabelle Barone. Gazeta do Povo, Curitiba, 20 jan. 2019. Disponível em: <https://www.gazetadopovo.com.br/educacao/os-piores-alunos-do-ensino-medio-estao-se-tornando-professores-e-isso-e-preocupante-51n58h5togrmpwx92pcfhhaig/?ref=link-interno-materia>. Acesso em: 06 mar. 2021.

PASSARELLI, Hugo. Ensino básico tem menor gasto na década. Valor ECONÔMICO, 22 fev. 2021. Disponível em: <https://valor.globo.com/brasil/noticia/2021/02/22/ensino-basico-tem-menor-gasto-na-decada.ghtml>. Acesso em 10 mar. 2021.

SALDAÑA, Paulo. Na pandemia, MEC tem o menor orçamento para educação básica da década. Folha de S.Paulo, ano 101, n. 33.563, 21 fev 2021. Disponível em: <https://www1.folha.uol.com.br/educacao/2021/02/na-pandemia-mec-tem-o-menor-orcamento-para-educacao-basica-da-decada.shtml>. Acesso em: 10 mar. 2021.

SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL. Aspectos Fiscais da Educação no Brasil. [S.l.], 2018. Última alteração: 09 jul. 2018. Disponível em: <https://www.tesourotransparente.gov.br/publicacoes/aspectos-fiscais-da-educacao-no-brasil/2018/30>. Acesso em: 05 mar. 2021.

SESI. Departamento Regional do Paraná. Skills 4.0: habilidades para a indústria. Curitiba:

Sesi/PR, 2020. Disponível em: <http://longevidade.ind.br/publicacao/skills-4-0-habilidades-para-industria-livro-completo/>. Acesso em: 06 mar. 2021.

UNGEHEUER, Udo. Indústria 4.0 - A era da produção inteligente e a função do engenheiro. 26 out. 2017. Disponível em: <https://www.revistaferramental.com.br/artigo/industria-4-0-era-da-producao-inteligente-e-a-funcao-do-engenheiro>. Acesso em: 08 mar. 2021.

WORLD ECONOMIC FORUM (WEF). Schools of the Future: defining new models of education for the Fourth Industrial Revolution. Cologny/Geneva, Switzerland: WEF, 2020. Publicado em 14 jan. 2020. Disponível em: <https://www.weforum.org/reports/schools-of-the-future-defining-new-models-of-education-for-the-fourth-industrial-revolution>. Acesso em: 08 mar. 2020.

Downloads

Publicado

2021-06-30

Edição

Seção

Artigos