SUPRESSÃO DE PLANTAS DANINHAS SOB DIFERENTES TIPOS DE COBERTURAS DE SOLO NA CULTURA DA ARARUTA

  • Andre Luiz Goncalves
  • Alessandra Porto Fermiano
  • Vinicius Valetim Vieira Ribeiro
  • Arthur Scarabelot
  • Ana Paula Werkhausen Witter
  • Bruno Leffa Borges
  • Karyne Maria Arcênego
  • Marcos André Nohatto
Palavras-chave: invasora; Maranta arundinacea; Penninsetum purpureum.

Resumo

O objetivo foi avaliar o efeito supressivo de coberturas do solo sobre a emergência de plantas daninhas e desenvolvimento inicial da araruta. O experimento foi conduzido a campo na safra 2017/2018, utilizando delineamento em blocos casualizados e quatro repetições. Os tratamentos foram: casca de arroz carbonizada, palha de capim-elefante (Penninsetum purpureum), capinado e
testemunha. Realizou-se avaliação da massa seca da parte aérea das daninhas; e para a cultura, foram obtidas estatura e clorofila aos 40 dias após o transplante das mudas. Os tratamentos capim-elefante e capina foram eficientes para supressão das plantas daninhas, melhorando o nível de clorofila da araruta.

Publicado
2019-12-09