QUALIDADE PÓS COLHEITA DE GOIABAS ‘PALUMA’ DE CULTIVO ORGÂNICO ARMAZENADAS EM FRIO NA SAFRA 2018

  • Eduardo Seibert
  • Juliano Santos de Oliveira
  • Thaina Raupp Duarte
  • Thamiris Logaretti Marcelo
  • Fernando Cerbaro Palhano
  • Barbara Borges Albino
  • Bruna Miranda Costa
  • Patrick Constante Guedert
  • Joana Duvina Toffoli
  • Lara Aucester Macalossi
  • Roger S. G. dos Santos
Palavras-chave: Psidium guajava, armazenamento refrigerado, atmosfera modificada, atmosfera normal.

Resumo

A goiaba é uma fruta que apresenta um período de vida muito curto pós-colheita, e poucas informações existem sobre a armazenagem de goiabas de cultivo orgânico. O trabalho avaliou a qualidade de goiabas ‘Paluma’ produzidas em cultivo orgânico e armazenadas em frio sob atmosfera normal (AN) e modificada (AM). Em AN os frutos foram armazenados em bandejas alveoladas, dentro de caixas de papelão e em câmara fria a 7ºC. Em AM os frutos foram armazenados em bandejas alveoladas envoltas por bolsas plásticas fechadas, dentro de caixas de papelão em câmara fria a 7ºC. Avaliações ocorreram aos 0, 10, 20, 30 e 40 dias de armazenamento refrigerado para perda de massa fresca, firmeza de polpa externa e interna, conteúdo de suco, diâmetro e sólidos solúveis. A perda de massa e a firmeza interna e externa não apresentaram diferenças entre os tratamentos. O conteúdo de suco foi superior nos frutos em AM após 20 e 40 dias em frio. Os sólidos solúveis foram maiores aos 30 dias em frio nos frutos em AM.

Publicado
2019-12-09