APLICAÇÃO DE DANOS MECÂNICOS E SEUS EFEITOS NA QUALIDADE DE PRODUTOS HORTÍCOLAS, SAFRAS 2017/2018..

  • Eduardo Seibert
  • Roger S. G. dos Santos
  • Patrick Constante Guedert
  • Thaina Raupp Duarte
  • Barbara Borges Albino
  • Fernando Cerbaro Palhano
  • Bruna Miranda Costa
  • Thamiris Logaretti Marcelo
  • Bruno Paulus Scheffer
  • Juliano Santos de Oliveira
  • Joana Duvina Toffoli
  • Lara Aucester Macalossi
  • Ariel de Oliveira Mello
Palavras-chave: Danos, armazenamento, qualidade pós colheita.

Resumo

Os danos mecânicos estão entre as principais causas de perdas pós colheita O trabalho avaliou as alterações causadas p or danos mecânicos em diferentes tipos de frut as. Os ensaios de danos mecânicos foram realizados com ameixas ‘Pluma 7’, maçãs ‘Fuji Suprema’ e tangerinas ‘Ponkan’ que receberam os danos por impacto, corte, abrasã o. Foram analisadas perda de massa fresca, firmeza da polpa, conteúdo de suco, sólidos solúveis e acidez titulável. Os danos mecânicos não influenciam na desidratação e no conteúdo de suco das ameixas, bergamotas e maçãs, e não causaram diminuição na firmeza de polpa de maçãs ‘Fuji Suprema’.

Publicado
2019-12-09