CONSERVAÇÃO DE COUVE MINIMAMENTE PROCESSADA TRATADA COM ÁCIDO ASCÓRBICO

  • Alexandra Goede de Souza
  • Eduardo Jung
  • Jaqueline Carvalho
Palavras-chave: Brassica oleracea L. var. acephala; Pós-colheita; Ácido ascórbico.

Resumo

O objetivo do trabalho foi avaliar a conservação pós-colheita da couve minimamente processada submetida à aplicação de ácido ascórbico e ao armazenamento refrigerado. As folhas foram submetidas aos tratamentos com imersão em água destilada seguido do armazenamento em temperatura ambiente; imersão em água destilada seguido do armazenamento refrigerado; e imersão em solução de ácido ascórbico nas concentrações de 2,5% e 5% seguido de armazenamento refrigerado. A aplicação de ácido ascórbico, independente da dose, seguido do armazenamento refrigerado promoveu menor murcha e escurecimento aparente, mantendo a couve apta ao consumo até o oitavo dia após a colheita.

Publicado
2019-12-09