RESGATE VEGETATIVO POR SEMIANELAMENTO E ESTAQUIA DE ÁRVORES ADULTAS DE IMBUIA (Ocotea porosa)

  • Carolina BUSANELLO
  • Marceli BUSS
  • Gilson Ribeiro NACHTIGALL
  • Alan Schreiner PADILHA
  • Ricardo de ARAUJO
Palavras-chave: Ocotea porosa; resgate vegetativo; enraizamento.

Resumo

O objetivo foi avaliar o método de resgate vegetativo por semianelamento a 30 e 60 cm do solo de árvores adultas de Imbuia e o potencial de enraizamento das estacas provenientes das brotações. Para este experimento foram utilizadas 10 árvores. As estacas oriundas das brotações emitidas receberam ácido indolbutírico (AIB) nas concentrações de 0, 3.000 e 6.000 mg.L-1. Com probabilidade de 5%, não foi observada diferença estatística entre as alturas de semianelamento. As estacas que receberam AIB de 3.000 mg.L-1 apresentaram melhor desempenho na emissão de brotos. Nenhuma estaca enraizou no período de 80 dias.

Publicado
2019-10-10