ENSILAGEM DO BAGAÇO DE MAÇÃ COM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE MATÉRIA SECA

  • Luiza Dalmolin da COSTA
  • Andressa Fernanda CAMPOS
  • Anderson Correa GONÇALVES
  • Bruno José Dani RINALDI
  • Isabela FONSECA
  • Rodolfo Toga MODESTO
Palavras-chave: Perdas de matéria seca; populações microbianas; resíduo

Resumo

O objetivo foi determinar o tempo ideal de pré-secagem do bagaço de maçã. Os tratamentos foram PS0: bagaço de maçã sem pré-secagem; PS24: pré-secagem de 24 ; PS48: pré-secagem de
48 h e PS72: pré-secagem de 72 h. O delineamento estatístico foi o DIC, com quatro tratamentos e quatro repetições. Foram mensuradas as perdas por gases e efluente, populações microbianas e
pH. As MS iniciais e finais foram alteradas pelos tratamentos, além da população microbianas. As perdas de MS foram alteradas de forma quadrática. Concluiu-se que o valor MS inicial influencia na fermentação e que valores de 35% diminui perdas.

Publicado
2019-10-09