Avaliação da efetividade da estação ecológica de Carijós, frente a sua urbanização adjacente

  • Jaísa Vedana
  • Marina Paiotti do Canto Mestrado Profissional de Clima e Ambiente - IFSC
  • Amabilly Schvambach Mestrado Profissional de Clima e Ambiente - IFSC
  • Bruna Costa Mestrado Profissional de Clima e Ambiente - IFSC
Palavras-chave: unidade de conservação, zona costeira, expansão urbana, ESEC Carijós, Florianópolis

Resumo

A degradação da zona costeira no município de Florianópolis está associada ao crescimento da população e a sua expansão urbana, que tem aumentado a pressão sobre os ecossistemas. A ESEC Carijós foi criada em 1987 com o objetivo de conservação dos manguezais na ilha catarinense. O presente artigo buscou avaliar a efetividade da ESEC, frente à urbanização da sua área de entorno. Analisando a efetividade dessa unidade de conservação, através da comparação de
imagens do satélite Landsat, com o uso do Software QGIS, pode-se observar que houve expansão urbana até os limites da UC e que a zona de amortecimento, não delimitada pelo decreto de criação da unidade, nem por seu plano de manejo, oferece oportunidade para que haja ocupação em seu entorno imediato. Portanto, a criação da zona de amortecimento se faz necessária e de extrema relevância, para ao menos regular o desenvolvimento das áreas ainda não ocupadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Jaísa Vedana

Mestrado Profissional de Clima e Ambiente - IFSC

Publicado
2019-09-29
Como Citar
Vedana, J., Paiotti do Canto, M., Schvambach, A., & Costa, B. (2019). Avaliação da efetividade da estação ecológica de Carijós, frente a sua urbanização adjacente. Metodologias E Aprendizado , 1, 17 - 21. https://doi.org/10.21166/metapre.v1i0.643