IFCOMUNICAÇÃO E SAÚDE

  • Vladimir Schuindt
  • Joana Constantino da ROCHA
  • Milena Luísa Peres LEAL
  • Victor Maurício de ALMEIDA

Resumo

Introdução. Órgãos e instituições públicas vêm utilizando os espaços que a Internet oferece para mostrar os trabalhos realizados e relacionar com a população através de informações e serviços que possam ser úteis no seu dia a dia, constituindo um promissor, mas ainda não eficazmente explorado, canal de comunicação. O Ministério da Saúde (MS), órgão do Poder Executivo Federal responsável pela elaboração de políticas públicas voltadas para a promoção, prevenção e assistência à saúde, é um dos órgãos que passa a ocupar os espaços virtuais, para se relacionar com os usuários, atender à população e divulgar campanhas, agendas, programas e ações, onde todas as definições sobre a divulgação de assuntos nos ambientes virtuais são pautadas nos pressupostos da política de informação do País (MOREIRA; KERR PINHEIRO, 2015). Neste sentido, os conteúdos disponibilizados nos ambientes virtuais pelo MS têm um intenso fluxo comunicativo, que pode causar confusão e indecisão em seu público, condição que só seria superada por meio de uma educação para os meios ou mais ainda, para as mídias, racionalizando os processos propriamente ditos, ou seja, a sociedade precisa “saber ‘ler’ o que as mídias dizem e interpretar seus sentidos. Desta maneira, o presente projeto, que tem o objetivo de educomunicar conteúdos de saúde pública, pode ser estratégia de promoção de saúde pública, às comunidades locais e regionais, pela conscientização das orientações do MS.

Materiais e Métodos. As atividades serão compostas pela seleção de conteúdos, como campanhas e ações, disponíveis nos ambientes virtuais do MS, para educomunicar, semanalmente, utilizando o perfil digital do IFC - Campus Fraiburgo no Facebook (E-Mural dos alunos do IFC em Fraiburgo), pelas “fotos de capa”, “fotos de perfil” e “posts”, voltado aos estudantes e servidores do IFC - Campus Fraiburgo e aos habitantes de Fraiburgo/SC. Adicionalmente haverá a divulgação da proposta extensionista, através de palestras/ entrevistas mensalmente em entidades/ órgãos/ rádios locais, pelo coordenador, bolsista de extensão e colaboradora voluntária, que também desenvolverão uma aplicação para tecnologia mobile, com utilização de banco de dados (ANGELOTTI, 2010), na plataforma Android (SILVA, 2012) fazendo uso das linguagens JAVA e XML, e com armazenamento em SQLite, com conteúdos disponíveis online, com funcionalidades que poderão ser implementadas, de acordo com o desenvolvimento do projeto, visando a interação com o público-alvo.

Resultados esperados. Conscientizar o público-alvo, pela educomunicação em saúde pelo perfil digital do IFC - Campus Fraiburgo no Facebook (E-Mural dos alunos do IFC em Fraiburgo), por uma aplicação para tecnologia mobile e por palestras/ entrevistas, das orientações do MS.

Publicado
2019-10-23
Seção
Resumos