HISTÓRICO DO PROJETO RE_INVENTAR: DESENVOLVENDO HABILIDADES EM ENGENHARIA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21166/rext.v0i12.329

Resumo

A fim de despertar o interesse dos jovens nas áreas das engenharias a Universidade de Santa Cruz do Sul criou o projeto de extensão Re_Inventar: Desenvolvendo Habilidades em Engenharia. Iniciou-se no ano de 2013, com caráter voltado apenas a escolas privadas. No ano de 2015 propôs-se a ampliar o projeto, através de parcerias com escolas municipais, visando maior alcance do público, alunos do 9° ano do ensino fundamental e alunos do 1° e 2° ano do ensino médio. O projeto visa instigar nos alunos noções e habilidades de engenharia, através da montagem de kits alemães (maquetes funcionais), permitindo-os simular objetos do mundo real, podendo acoplar motores, lâmpadas e sensores e controla-los através de programação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Jorge André Ribas Moraes, Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC

Professor Doutor Jorge André Ribas Moraes, departamento de Engenharia Arquitetura e Ciências Agrárias - UNISC

Johanna Drebes Thomas - aluna do curso de Engenharia de Produção da UNISC - bolsista de extensão

Cássio Dênis de Oliveira - Tecnico administrativo e Engenheiro Mecânico . Responsável pelos laboratórios  do curso de Engenharia de Produção da UNISC

Cássio Denis de Oliveira

 

 

Referências

ALMEIDA, Luciane Pinho de. A extensão universitária: processo de aprendizagem do aluno na construção do fazer profissional. In: SÍVERES, Luiz (Org.). Processos de aprendizagem na extensão universitária. Goiânia: PUC/Goiás, 2012. p. 53-77.

BARBOSA, Eduardo Fernandes; MOURA, DG de. Metodologias ativas de aprendizagem no ensino de engenharia. In: Anais International Conference on Engineering and Technology Education, Cairo, Egito. 2014.

BIAZUS, Cleber Augusto. Sistema de fatores que influenciam o aluno a evadir se dos cursos de graduação na UFSM e na UFSC: um estudo no curso de ciências contábeis. 2004. 203 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2004.

CASARA, Valéria Pelizzer et al. A Engenharia na Escola. Revista brasileira de extensão universitária, v. 6, n. 1, p. 43-51, 2015.

CELLARD, A. A análise documental. In: POUPART, J. et al. A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis, Vozes, 2014.

COSTA, Aline Aparecida Cezar; BAIOTTO, Cléia Rosani; GARCES, Solange Beatriz Billig. Aprendizagem: o olhar da extensão. In: SIVERES, Luiz (organizados). A Extensão universitária como um princípio de aprendizagem. Brasília: Liber Livro, 2013. p.58-77

DAVOK, Delsi Fries e BERNARD, Rosilane Pontes. Avaliação dos índices de evasão nos cursos de graduação da Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC. Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v. 21, n. 2, p. 503-521, jul. 2016

DO NASCIMENTO, Thaís Grazielle Vieira et al. Análise do nível de conhecimento e motivação de alunos do ensino médio rumo ao ensino superior: Projeto Diálogos sobre o que Significa Cursar Engenharia. Revista Brasileira de Extensão Universitária, v. 6, n. 1, p. 7-13, 2015

DOS SANTOS, Marcos Pereira. Extensão universitária: espaço de aprendizagem profissional e suas relações com o ensino e a pesquisa na educação superior. Revista Conexão UEPG, v. 8, n. 2, p. 154-163, 2012.

GAIOSO, Natalícia P. de Lacerda. O fenômeno da evasão escolar na educação superior no Brasil. 75 f. Dissertação (Mestrado em Educação)- Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Católica de Brasília, Brasília, Distrito Federal, 2005.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2002

GOMES, Nadirlene Pereira et al. Extensão Universitária: política educacional que orienta políticas públicas locais. UDESC em Ação, v. 8, n. 2, p. 65-79, 2014.

MARTINS, Cleidis Beatriz Nogueira. Evasão de alunos nos cursos de graduação em uma instituição de ensino superior. 2007. 102 f. Dissertação (Mestrado Administração) - Fundação Dr. Pedro Leopoldo, Pedro Leopoldo, 2007

MORAN, José Manuel. Os novos espaços de atuação do professor com as tecnologias. Revista diálogo educacional, v. 4, n. 12, 2011.

OLIVEIRA, Sandra Regina Ferreira de et al. A História ensinada na escola: é possível pensar/agir a partir do todo? Revista INTERAÇÕES, Campo Grande, v. 15, n. 1, p. 89-99, 2014.

OLIVEIRA, Vanderlí Fava de et al. Um estudo sobre a expansão da formação em engenharia no Brasil. Revista de Ensino de Engenharia, v. 32, n. 3, p. 37-56, 2013.

RODRIGUES, Andréia Lilian Lima; PRATA, Michelle Santana; BATALHA, Taila Beatriz Silva; COSTA, Carmen Lúcia Neves do Amaral; NETO, Irazano de Figueiredo Passos. Contribuições da extensão universitária na sociedade. Cadernos de Graduação - Ciências Humanas e Sociais, Aracaju, v. 1, n.16, p. 141-148, 2013

RODRÍGUEZ, Alejandro Emilio Ramos et al. Desarrollo de capacidades para el desarrollo local en cambio de época. Revista INTERAÇÕES, Campo Grande, v. 16, n. 2, p. 339-350, 2015.

SILVA FILHO, Roberto Leal Lobo et al. A evasão no ensino superior brasileiro. Caderno de Pesquisa, São Paulo, v. 37, n. 132, p. 641-659, dez. 2007.

SÍVERES, Luiz. Princípios estruturantes da extensão universitária. In: SÍVERES, Luiz; MENEZES, Ana Luiza Teixeira (Orgs.). Transcendendo fronteiras: a contribuição da extensão nas instituições comunitárias de ensino superior. Santa Cruz do Sul-SC: Edunisc, 2011. p. 26-50.

STEVAN JR, Sergio Luiz et al. Visão experimental da engenharia eletrônica para o ensino médio: conquista de público e reconquista de egresso. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 6, n. 2, p. 54-69, 2015.

VILLANI, Carlos Eduardo Porto; NASCIMENTO, Silvania Sousa do. A argumentação e o ensino de ciências: uma atividade experimental no laboratório didático de física do ensino médio. Revista Investigações em Ensino de Ciências, v.8, n.3 p. 187-209, 2003.

ZANELLA, L. Aprendizagem: uma introdução. In: LARROSA, Jorge de (Org.). Psicologia e educação: o significado do aprender. 7. ed. Porto Alegre: EDPUCRS, 2003.

Publicado

2020-01-31