FABRICAÇÃO ARTESANAL POR FORJAMENTO A MARTELO

  • Rafael Souza IFC Blumenau
  • Fabio Souza
  • Zelio Borges
  • Vinicius Bolzan
  • Matheus Miranda
  • Pedro Borba

Resumo

O projeto visa resgatar os valores e conhecimentos das práticas tradicionais de forja artesanal, atualmente quase esquecida. Neste, serão abordados os conhecimentos básicos de metalurgia ferrosa, conformação mecânica a quente por forjamento a martelo livre, tratamentos térmicos, usinagem, dentre outros. Como proposta inicial de produtos, serão fabricadas peças principalmente a partir de sucata de aço, dentre elas, peças domésticas e decorativas (abridor de garrafa, garfos, cestas, ...), joias (anéis, pingentes, brincos, …) e cutelaria (facas, canivetes, …). Também pretende-se proporcionar aos alunos, e comunidade externa, que venham a participar do projeto, além do resgate e manutenção histórico cultural de tal atividade, a aprendizagem de novas as habilidades e conhecimentos técnicos necessários para a execução de um novo ofício como fonte alternativa de renda. O projeto de extensão é subdivido em 2 fases, com uma turma para cada semestre. Sendo as atividades de fabricação realizadas preferencialmente nas sextas-feiras a tarde, das 13:00 até as 17:30, no laboratório de mecânica. Como fundamentação para execução das atividades, foi realizada oficina básica sobre os processos de fabricação por forja, metalurgia mecânica, tratamentos térmicos em ligas ferrosas e segurança do trabalho. Após a apresentação teórica introdutória básica, foi realizada a coleta pelos participantes de sucatas passíveis de forja e beneficiamento, ou compra particular. De posse dos materiais básicos, foram realizadas as atividades de fabricação mecânica, seguindo aproximadamente a sequência: 1. Corte da pré forma da peça; 2. Desbaste abrasivo; 3. Forja a quente, para conformação e melhoria metalúrgica da liga; 4. Tratamento térmico de têmpera; 5. Tratamento térmico de revenido; 6. Lixamento; 7. Lapidação; 8. Fabricação de acabamentos e adornos. Como resultados iniciais de pesquisa, foram avaliados os efeitos de diferentes temperaturas de revenido na dureza Rockwell C de amostras de aço ABNT 1070 e 5160 temperadas em óleo. Tendo como resultado preliminar a baixa influência do tipo de liga na propriedade final de dureza HRC, ao contrário do senso comum relatado por profissionais da área. Deste modo, já foi possível repassar uma parcela do conhecimento técnico, e elaborar novos questionamentos a serem investigados pelo projeto.

Publicado
2019-02-04
Seção
Poster